top of page
  • CBN Ponta Grossa

Índice de Intenção de Consumo das Famílias (ICF) tem baixa em fevereiro no Paraná

Famílias de menor renda estão menos propensas as consumir, pois estão com dificuldades para obter crédito

O índice de Intenção de Consumo das Famílias (ICF) teve ligeira queda em fevereiro no Paraná. O indicador, aferido pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR), teve redução de 0,3% na comparação com janeiro e ficou em 109 pontos. O ICF brasileiro também caiu 0,5% neste mês, mas ainda segue na zona de satisfação, com 105,7 pontos.


Os pontos de maior apreensão dos consumidores paranaenses são o Acesso ao crédito, que teve baixa de 3,5%, bem como a segurança no Emprego Atual (-1,3%), Renda Atual (-0,6%) e Nível de Consumo Atual (-0,4%).

Apresentaram crescimento na variação mensal a Perspectiva Profissional (+1,8%) e Perspectiva de Consumo (+1,7%). Mesmo com acréscimo de 0,3%, a avaliação sobre o Momento para Compra de Bens Duráveis está abaixo da margem de satisfação ao marcar 73,6 pontos.


As famílias com renda até dez salários mínimos são as menos propensas a consumir, com 107,1 pontos na escala do indicador. Entre elas o ICF caiu 0,6% em fevereiro, principalmente por causa das dificuldades para obtenção de crédito, fator que reduziu 5,5% na comparação com janeiro, além da segurança no emprego, que apresentou queda de 2,4%.


Já entre as famílias de maior renda o índice aumentou 1,3% e está em 117,5 pontos, sobretudo pela boa Perspectiva profissional (+5,6%), Acesso ao Crédito (+4,7%) e segurança no Emprego Atual (+3,9%).



Das Assessorias

Comments


bottom of page