• Redação

Ações de desinfecção contra a Covid-19 continuam em Ponta Grossa

Atividades são divididas em duas frentes com o caminhão do aeroporto e equipes da concessionária de limpeza urbana.

O caminhão de desinfecção do Aeroporto Sant'Ana já percorreu mais de 1,3 mil quilômetros em Ponta Grossa. De acordo com a Prefeitura, cerca de 180 mil litros de hipoclorito de sódio foram utilizados para a limpeza das ruas do município desde abril.


A ação é recomendada pelos órgãos de saúde para prevenir a propagação do novo coronavírus, como comenta o Superintendente do Aeroporto, Vitor Hugo de Oliveira. “A cada mil litros de água a gente coloca dez litros de hipoclorito, então é 1% da dosagem. Que é o que é permitido e eficaz contra o coronavírus”.


O caminhão de combate à doença está em operação desde o dia 06 de abril. O município afirma que o produto foi doado pela superintendência do Aeroporto, Secretaria de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional e empresários da região.


Além disso, a concessionária responsável pela limpeza urbana de Ponta Grossa também trabalha na desinfecção de locais de aglomeração de pessoas. O Secretario de Meio Ambiente, Paulo Barros explica que o processo é preventivo. “A desinfecção atinge, principalmente, aquelas pessoas que estão circulando na cidade e que passam por esses pontos. Pelos Terminais de ônibus, calçadão, Unidades de Saúde, etc. Ela auxilia, não impede que as outras medidas preventivas sejam feitas”.


Barros comenta que a ação de limpeza é programada antecipadamente. “Nós temos um fiscal que acompanha e orienta aonde que vão essas pessoas, onde que é feito esse trabalho de desinfecção, fazendo a programação antecipada. É feito ao final de cada mês a medição”, completa.


Conforme um aditivo ao contrato de concessão, a Prefeitura vai pagar mais de R$ 185 mil à empresa Ponta Grossa Ambiental para a prestação do serviço. O Secretário de Meio Ambiente informa que o valor deve ser pago com recursos da limpeza urbana do município. “Os serviços de coleta de lixo, coleta seletiva e destino final de aterro são pagos pela taxa de limpeza urbana. Mas nós temos outros serviços que são pagos com a fonte mil e esse vai ser incluído nessa fonte”, explica.


O valor foi dividido em três parcelas. Segundo o documento, no primeiro mês o município pagará quase R$ 70 mil e nos outros dois meses a empresa deve receber cerca de R$ 60 mil. O aditivo ao contrato de concessão foi publicado no Diário Oficial no dia 03 de junho.


De acordo com a Prefeitura, o serviço executado pela empresa começou há três meses, no dia 27 de março. Paulo Barros não descarta que novos aditivos sejam feitos até o fim da pandemia. “A gente está vendo que o trabalho foi bastante eficaz e interessante. Agora que é o momento que a gente precisa intensificar essas questões de isolamento social com certeza vamos trabalhar para fazer mais um aditivo desse contrato”, afirma.


A concessão com a empresa Ponta Grossa Ambiental começou em 2008. O contrato foi renovado em janeiro deste ano e vai até fevereiro de 2036. Com o aditivo, o valor do contrato chega a quase R$ 400 milhões.


Equipes de limpeza

Segundo a Prefeitura, as equipes da PGA são formadas por quatro operadores com um equipamento e um veículo de transporte do produto. O desinfectante utilizado tem ação imediata, efeito esterilizante contra bactérias, fungos, vírus e outros patógenos.


A gestão afirma que o produto é largamente usado em indústrias alimentícias para limpeza e higienização de ambientes e também foi utilizado na China para contenção da Covid-19.


Já as atividades executadas pelo caminhão do aeroporto começaram em Hospitais Públicos e Privados, Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e Unidades Básicas de Saúde, além do Terminal Central de Ônibus e Calçadão e alguns bairros. O superintendente do Aeroporto informa que o foco das atividades estão, atualmente, na desinfecção de grandes indústrias de Ponta Grossa e não geram custos para o município.


As indústrias interessadas em incluir a desinfecção dos pátios no cronograma do carro de combate devem entrar em contato com o Aeroporto Sant’Ana (3220-1000, ramal 2006).


Cabines de desinfecção

Outra medida preventiva é a instalação de cabines de desinfecção em pontos da cidade. De acordo com o secretário, o edital de licitação será publicado nos próximos dias. "Estamos finalizando alguns detalhes técnicos de qual produto será utilizado, a quantidade de pessoas que vão passar por hora, para ver se a gente vai colocar em um Terminal, por exemplo, uma ou duas cabines”.


Foto: Prefeitura de Ponta Grossa/Divulgação


Ouça a reportagem:



Visite

R. XV de Novembro, 591 

Centro 

- Ponta Grossa

- Paraná

- Brasil 

Ligue

Fone: (42) 3028-1300

Whats: (42) 99994-1011 

Email

jornalismo@cbnpg.com.br

Contato Comercial

opec@cbnpg.com.br