top of page
  • CBN Ponta Grossa

ACIPG critica decisão do TSE que cassou mandato do deputado federal Deltan Dallagnol

Ex-procurador da Lava Jato foi o quarto deputado federal mais votado de Ponta Grossa; Entidade afirmou que decisão "não respeita legislação".

A Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) publicou uma nota nesta quarta-feira (17) em que critica a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que cassou o deputado federal Deltan Dallagnol (Podemos).


A entidade chamou a decisão de política e disse que vai acompanhar o processo em instâncias superiores.


A cassação de Dallagnol foi proferida, por unanimidade, na noite de terça-feira (16) no TSE porque ele teria cometido irregularidade ao pedir exoneração do cargo de procurador da República enquanto ainda respondia a processos disciplinares internos.


Deltan Dallagnol foi coordenador da Operação Lava Jato enquanto era Procurador do Ministério Público Federal, em Curitiba. No ano passado, foi o deputado federal mais votado do Paraná, com 344.917 votos. Em Ponta Grossa, 8.373 eleitores votaram no ex-procurador, que foi o quarto mais votado da cidade.


Dallagnol disse, em nota, que a decisão calou a voz de mais de 300 mil eleitores. A ACIPG destacou que "manifesta tristeza pela decisão que, segundo a Associação, não respeitou a legislação".


A entidade sustenta que o Conselho do Ministério Público Federal (CMPF) certificou que não houve nenhum Processo Administrativo Disciplinar que implicasse a aplicação da Lei da Ficha Limpa contra o deputado federal.


A nota da ACIPG também ressaltou que a decisão do TSE contrariou precedentes recentes do próprio Tribunal. Conforme o documento, a entidade afirmou que decisões políticas "não podem desautorizar o combate à corrupção e que o sistema dos poderes, que deve ser independente, não deve servir para punir aqueles que justamente trabalham pelo fim da corrupção e das ilegalidades".


A ACIPG finaliza a nota lamentando a decisão e afirma que vai acompanhar os próximos recursos em outras instâncias na expectativa de que a cassação seja revertida.


Comentarios


bottom of page