top of page
  • CBN Ponta Grossa

Após confusões em jogos, Polícia Militar discute estratégia de segurança no Germano Krüger

Reunião entre PM e órgãos responsáveis pela segurança pública abordou brigas generalizadas no entorno do estádio.

Representantes de segurança pública se reuniram nessa quinta-feira (22) para discutir a segurança em partidas de futebol no Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa. De acordo com a Polícia Militar, o encontro discutiu os incidentes registrados durante jogos do Operário Ferroviário Esporte Clube.


Uma confusão nos minutos finais da partida entre o Operário e o Paysandu no dia sete de junho foi relatada em Ponta Grossa. Conforme a súmula da partida assinada pelo árbitro Gustavo Ervino Bauermann, a torcida do Paysandu arremessou duas bombas contra os torcedores do fantasma, que revidaram com pedras.


O jogo terminou em empate. O tenente da Polícia Militar foi até o vestiário e relatou que a confusão foi controlada dentro do estádio sem a necessidade de paralisar o jogo, mas o conflito continuou fora do Germano Krüger.


Outra confusão generalizada foi registrada em janeiro em uma partida entre o Operário e Maringá, que também terminou em empate no Campeonato Paranaense. A briga, dessa vez, foi entre os jogadores dos dois clubes. A Polícia Militar teve que entrar em campo para proteger a arbitragem.


Incidentes aconteceram também no ano passado, como no jogo do Operário contra o Grêmio em que a Polícia Militar teve que intervir em uma briga generalizada entre torcedores. A reunião dessa quinta-feira teve participação de representantes do Ministério Público, Guarda Municipal, Superintendência de Trânsito e Segurança Viária, Operário Ferroviário Esporte Clube e Confederação Brasileira de Futebol.


O encontro foi promovido pelo 1º Batalhão de Polícia Militar. O objetivo foi de promover a integração entre a Polícia Militar, o Clube e demais órgãos de segurança da região para ajustar os padrões das Operações Futebol, considerando as modificações que necessitam ser realizadas a pedido da própria PM.


Conforme a Corporação, a atuação nas operações que envolvem futebol é de responsabilidade da PM, que planeja o emprego da tropa regular e de todas as modalidades especializadas de policiamento, entre elas os Pelotões de Trânsito, Choque e Cavalaria, além da Agência Local de Inteligência.


O intuito é garantir a segurança do evento, de torcedores e de famílias, além de todos os profissionais envolvidos. O próximo jogo no Germano Krüger acontece na segunda-feira (26) entre Operário e Aparecidense.

bottom of page