• Redação

Após novo reajuste, preço da gasolina passa de R$ 6 reais em postos de PG

Só neste ano, a Petrobras subiu o preço da gasolina mais de 51% nas refinarias e na última sexta-feira, anunciou um aumento de 7%.

Foto: Agência Brasil

Segundo a última pesquisa da Agência Nacional do Petróleo (ANP), a média de preço da gasolina em Ponta Grossa é de R$ 5,95 o litro. Esse levantamento foi feito na semana passada e o preço máximo era de R$ 6.


Conforme o aplicativo Menor Preço, nesta quinta-feira (14) a maioria dos postos de combustível está vendendo a gasolina por mais de R$ 6. O valor máximo é de R$ 6,50 e o mínimo de R$ 6,04.


O aplicativo Menor Preço atualiza as informações em tempo real toda vez que um estabelecimento realiza uma venda. Os preços são atualizados através da nota fiscal.


Em nota, o Paranapetro, entidade que representa os postos do Paraná, afirmou que os preços estão elevados em todo o país e se devem a dois fatores principais: aumentos realizados pela Petrobras nas refinarias e as seguidas elevações do preço do etanol nas usinas de cana-de-açúcar.


Só neste ano, a Petrobras subiu o preço da gasolina mais de 51% nas refinarias e na última sexta-feira, anunciou um aumento de 7%.


De acordo com o Paranapetro, 34% do valor da gasolina vai para a Petrobrás, 26% corresponde ao ICMS, que é um imposto estadual, 17% corresponde ao álcool, 12% fica com impostos federais e cerca de 9% é a margem de lucro de distribuidoras e postos de gasolina.


O preço do etanol também vem aumentando. Desde o início do ano, o álcool já subiu mais de 45% nas usinas. Esse preço não é estipulado pela Petrobrás, mas por usinas de cana de açúcar privadas.


Segundo a ANP, a média do preço do álcool na última semana em Ponta Grossa era de R$ 4,88 o litro, com postos cobrando quase R$ 5. Nesta quinta-feira, o combustível é vendido por cerca de 4,80, 4,90, conforme o aplicativo Menor preço.


De acordo com o Paranapetro, a alta do etanol também tem reflexo direto na gasolina, uma vez que a gasolina comum vendida no Brasil leva na sua mistura 27% de etanol.


Uma lei federal obriga esta mistura, por questões ambientais. Ou seja, quando sobe o etanol, acaba havendo impacto na gasolina já que quase um terço da composição da gasolina comum é de etanol.