• Thailan Jaros

Arrecadação de impostos federais passa de R$ 6 bilhões em Ponta Grossa em 2021

Os impostos arrecadados são os previdenciários como o INSS e os fazendários como o PIS/Cofins.

Foto: Agência Brasil

A arrecadação de impostos federais aumentou em Ponta Grossa no ano passado. Conforme os dados divulgados nesta semana pela Receita Federal, a arrecadação foi de R$ 6,447 bilhões em 2021, um crescimento de 15% em relação ao registrado em 2020, descontada a inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).


A Delegacia de Receita Federal em Ponta Grossa abrange 64 municípios da região. Os impostos arrecadados são os previdenciários como o INSS e os fazendários como o PIS/Cofins.


Conforme a Receita, em impostos fazendários a arrecadação chegou a R$ 3,586 bilhões em 2021. Já em contribuições previdenciárias foram R$ 2,860 bilhões.


Só de Imposto de Renda, a região arrecadou R$ 1,730 bilhões, mais de meio milhão a mais do que o registrado em 2020. Segundo a Receita, 53% são de Pessoas Jurídicas e 46% de Pessoas Físicas.


Já o Programa de Integração Social (PIS) teve arrecadação de R$ 204 milhões e a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) arrecadou R$ 65 milhões.


Conforme a Receita, Contribuição Social sobre o Lucro Líquido teve arrecadação de R$ 456 milhões. O Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) foi o único que registrou queda no ano passado em relação ao ano anterior.


Segundo a Receita Federal, a arrecadação do Imposto em 2021 chegou a R$ 348 milhões. Em 2020, a arrecadação passou dos R$ 500 milhões.


O mês com a maior arrecadação do ano passado foi julho, que chegou a quase R$ 670 milhões e o menor foi fevereiro com cerca de R$ 390 milhões. Entre novembro e dezembro, houve um aumento de 6%, se considerar a inflação, estimada em 10,06%.


Em todo o Brasil, o governo federal arrecadou R$ 1,879 trilhão no ano passado, o melhor resultado desde 2000.