• Redação

Audiência entre VCG e Prefeitura termina sem consenso

VCG pede, na justiça, que Prefeitura repasse cerca de R$ 2,5 milhões por mês até o fim da pandemia

A audiência de conciliação entre a Viação Campos Gerais (VCG) e a Prefeitura de Ponta Grossa, que aconteceu nessa quarta-feira (27), terminou sem acordo entre as partes.


A concessionária responsável pelo transporte público de Ponta Grossa pediu na justiça que a Prefeitura repasse cerca de R$ 2,5 milhões por mês até que o município deixe o estado de emergência devido à pandemia do novo coronavírus. A Prefeitura disse que não vai subsidiar o serviço.


No processo, a VCG afirma que, em razão do isolamento social, apenas 65% dos passageiros foram transportados em abril deste ano em relação com o mesmo mês do ano passado. Conforme a Concessionária, em 2019 o número registrado foi de 2.012.974 de passageiros em abril, neste ano somente 717.120 usaram o transporte público em Ponta Grossa no mês passado.


Com a queda na arrecadação das tarifas, a VCG declara que não consegue arcar com os custos do transporte e que se não pagar os salários dos colaboradores “será inevitável a paralisação do serviço”. Em nota, a Prefeitura afirma que não vai subsidiar a prestação de serviço pois não há viabilidade orçamentária e jurídica.


A decisão é da juíza Luciana Virmond Cesar, da 2ª Vara da Fazenda Pública de Ponta Grossa. A VCG e a Prefeitura afirmam que vão aguardar a decisão.


Foto: Divulgação

Ouça o boletim:


Visite

R. XV de Novembro, 591 

Centro 

Ponta Grossa - PR

Ligue

Fone: 42 - 3028 1300

Whats: 42 9 9994 1011