• Thailan Jaros

Região dos Campos Gerais confirma 151 casos de dengue em uma semana; maioria é de Tibagi

De uma semana para outra, a região dos Campos Gerais registrou 386 notificações e 151 confirmações.

Foto: Prefeitura de Tibagi

A região dos Campos Gerais contabiliza 1.658 notificações de dengue desde agosto do ano passado. Os 19 municípios da região já confirmaram 387 casos. Conforme o boletim publicado pela Secretaria Estadual de Saúde nessa terça-feira (19), 66% de todos os casos foram registrados em Tibagi.


O município tem 256 casos confirmados e 806 notificações. De uma semana para outra, 194 notificações foram registradas e 97 casos foram confirmados. Em Tibagi, a incidência de casos autóctones da dengue é de 1.203 para cada 100 mil habitantes.


Na região, Piraí do Sul registra 225 notificações e 68 casos confirmados. Em Imbaú são 201 notificações e 25 confirmações e Telêmaco Borba soma 207 casos notificados, com 19 confirmações. Em Ponta Grossa são 107 notificações e 12 casos de dengue confirmados desde agosto do ano passado.


Além disso, Sengés registra 16 notificações e um confirmado, Arapoti e Castro confirmaram dois casos cada. Palmeira tem seis notificações e nenhuma confirmação. Jaguariaíva, e Reserva registram um caso confirmado de dengue.


De uma semana para outra, a região dos Campos Gerais registrou 386 notificações e 151 confirmações.


Com o aumento de casos em todo o estado, o Paraná declarou nessa terça-feira (19) situação de epidemia de dengue. De agosto de 2021 até o momento, o estado contabiliza mais de 80 mil notificações e cinco mortes pela doença. O boletim registrou 14.964 novas notificações em relação à semana anterior.


Conforme a Secretaria Estadual de Saúde, os números do boletim semanal da dengue mostram que os casos prováveis e confirmados estão acima do esperado para o período epidemiológico, por isso a configuração de um cenário epidêmico.


Epidemia é a manifestação coletiva de uma doença que se espalha rapidamente, por contágio direto ou indireto, até atingir um grande número de pessoas em um determinado território e que depois se extingue após um período.


No Paraná, 365 municípios possuem casos notificados, sendo que 287 tiveram confirmações. Em uma semana foi registrado o aumento de 39,86% nos casos confirmados, passando de 16.560 para 23.161.


As Macrorregiões Oeste e Norte concentram maior o maior número de casos confirmados.


Entre 2019 e 2020, o Paraná enfrentou uma das piores epidemias de dengue da história, desde que começou a ser monitorada, em 1991. Naquele período foram registrados 227.724 casos confirmados da doença, com 177 mortes. Até então, o pior período havia sido entre 2015 e 2016, com pouco mais de 56 mil casos e 61 mortes.


A doença é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, que também é causador de outras doenças chamadas de arboviroses, caso da zika e chikungunya. De acordo com o boletim semanal dessa terça, houve 210 notificações de chikungunya, com 12 casos confirmados.