top of page
  • CBN Ponta Grossa

Casal suspeito de abusar de criança em Imbituva é indiciado por quatro crimes

Segundo a Polícia, os abusos aconteceram por cerca de quatro meses.

Foto: Polícia Civil

O casal preso acusado de abusar de uma criança de cinco anos em Imbituva, nos Campos Gerais, foi indiciado por quatro crimes. A Polícia Civil concluiu o inquérito na última sexta-feira (10) e indiciou os dois pelos crimes de estupro de vulnerável, satisfação da lascívia na presença de criança e adolescente, corrupção de menores e produção e armazenamento de material pornográfico envolvendo criança ou adolescente.


As penas podem chegar até 30 anos de prisão. O casal foi preso no fim de fevereiro depois que os pais da vítima denunciaram os crimes. A mulher, de 40 anos, era babá da criança e namorada do homem, de 41 anos. Segundo a Polícia, os abusos aconteceram por cerca de quatro meses.


Durante a investigação, foram ouvidas testemunhas e os investigados. Os aparelhos apreendidos também passaram por análise. De acordo com o delegado responsável pela investigação, Thiago Andrade, a análise dos celulares foi determinante para a conclusão do inquérito.


O namorado da babá apagou mensagens, fotos e vídeos, mas foi possível confirmar que ele recebia constantemente as fotos e vídeos que ela fazia da criança. Os aparelhos foram enviados para a perícia para recuperar os arquivos apagados.


Segundo a Polícia, a babá cuidava da criança na própria casa e levava o namorado para o local em que os abusos aconteciam. As investigações apontaram que ele pedia vídeos e fotos da vítima diariamente e por isso a mulher passou a ter ciúmes.


O inquérito concluiu, ainda, que o casal fazia sexo na frente da criança. Além disso, as mensagens comprovaram que o homem também abusava sexualmente da vítima. Trechos do relatório da Polícia Civil mostram a gravidade dos crimes. A CBN optou por não publicar, em respeito ao ouvinte.


As mensagens também comprovam que a babá ameaçava a vítima para ela não contar aos pais. À Polícia, a babá confessou os crimes, mas disse que era ameaçada pelo namorado. O inquérito afirma que a versão não procede, já que ela realizava as ações de forma livre, consciente e sem qualquer coação.


O homem foi indiciado pelos crimes de estupro de vulnerável, corrupção de menores, satisfação da lascívia com a presença de criança e por adquirir, possuir ou armazenar pornografia de crianças.


A mulher foi indiciada por estupro de vulnerável, corrupção de menores, satisfação de lascívia mediante presença de criança ou adolescente e por produzir, reproduzir, dirigir, fotografar, filmar ou registrar, por qualquer meio, cena de sexo explícito ou pornográfica, envolvendo criança ou adolescente.


Caso condenada, a pena dela pode ser aumentada em um terço pelo fato de ser babá da vítima, que comprova grau de autoridade.


De acordo com o inquérito, as mensagens também comprovaram que o homem já abusou de outras crianças no município de Teixeira Soares, caso que vai ser investigado em outro inquérito.


Comentarios


bottom of page