top of page
  • CBN Ponta Grossa

Censo: 20% da população quilombola do Paraná está na região dos Campos Gerais

Levantamento levou em conta a autodeclaração das pessoas entrevistadas que vivem ou não em territórios delimitados.

Foto: Nelson Andrade

Quase 20% da população quilombola do Paraná está nos Campos Gerais, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na região, os municípios de Castro e Curiúva têm territórios oficialmente delimitados.


Conforme o Censo, Castro tem 533 pessoas autodeclaradas quilombolas e somente 57 moram na Serra do Apon. Já em Curiúva, 32 pessoas vivem no território Água Morna, mas o município apresenta total de 125 pessoas autodeclaradas.


Na região dos Campos Gerais, são 1.384 quilombolas, de acordo com o IBGE. O levantamento levou em conta a autodeclaração das pessoas entrevistadas que vivem ou não em territórios delimitados.


Além de Castro e Curiúva, Ivaí tem população de 288 quilombolas, 249 estão em Ponta Grossa, 180 em Arapoti, cinco em Palmeira e quatro em Sengés. Foi a primeira vez que o Censo investigou o grupo, integrante dos povos e comunidades tradicionais reconhecidos pela Constituição de 1988.


O Paraná tem 7.113 quilombolas. No estado, somente 9,11% dos autodeclarados residem em territórios quilombolas. São 804 pessoas vivendo nesses locais, sendo que entre essas, 648 se autointitularam quilombolas. A população tradicional equivale a 0,06% do número de habitantes do Estado.


O maior grupo vive em territórios em Adrianópolis (325), seguido de Reserva do Iguaçu (174) e Doutor Ulysses (142), mas a população autodeclarada também está em territórios de Castro, Cerro Azul, Curiúva e Guaíra. Outros 6.465 quilombolas, ou 90% dessa população, vivem fora dos territórios oficialmente delimitados ou com potencial ocupação quilombola.


O Censo 2022 também apontou que há 2.635 domicílios no Paraná com pelo menos uma pessoa autointitulada quilombola. Eles estão localizados em 31 cidades, ou 7,7% dos municípios paranaenses, espalhados na Região Metropolitana de Curitiba, Litoral, Sudoeste, Centro, Centro-Sul, Campos Gerais e no Oeste do Estado.


O Paraná é o segundo estado da região Sul com o maior número de quilombolas, atrás do Rio Grande do Sul (17.496 pessoas) e à frente de Santa Catarina (4.447). Segundo o IBGE, o Sul é a região com menor número de pessoas autodeclaradas quilombolas no Brasil, com 29.056 pessoas, 0,1% da população residente nos três estados.


O maior número de quilombolas está na região Nordeste, seguida do Sudeste, Norte e Centro-Oeste. Do total de habitantes quilombolas do Sul, 13,2% vivem em territórios quilombolas, somando 3.836 indivíduos.


População autodeclarada quilombola por município do Paraná


Palmas: 1.652

Lapa: 1.381

Adrianópolis: 752

Castro: 533

Candói: 427

Reserva do Iguaçu: 360

Ivaí: 288

Ponta Grossa: 249

Guaraqueçaba: 230

Arapoti: 180

Guarapuava: 177

Doutor Ulysses: 177

Campo Largo: 133

Curiúva: 125

Paranaguá: 87

Clevelândia: 49

Pinhão: 40

Cantagalo: 36

Cerro Azul: 35

Bocaiúva do Sul: 34

Curitiba: 28

Turvo: 27

Santa Amélia: 24

Guaíra: 23

São Miguel do Iguaçu: 22

Foz do Jordão: 14

Campina Grande do Sul: 9

Tijucas do Sul: 6

Tunas do Paraná: 6

Palmeira: 5

Sengés: 4


bottom of page