• Redação

Com equipamento alugado, UPA Santa Paula passa a produzir oxigênio usado em pacientes

A Fundação acredita que até o final desta semana a Usina de Oxigênio já estará em pleno funcionamento.

Desde ontem (15) a Unidade de Pronto Atendimento Santa Paula produz o próprio oxigênio usado no atendimento dos pacientes. A UPA é exclusiva para o atendimento de casos da Covid-19 em Ponta Grossa.


A Usina Elétrica de Oxigênio foi alugada com dispensa de licitação e deve funcionar pelos próximos seis meses. O custo para manter o equipamento em funcionamento é de R$ 65 mil por mês e, segundo a Prefeitura, vai gerar uma economia de 67% nos recursos municipais.


Para a instalação da Usina, a Unidade teve que passar por adequações estruturais, como o reforço da eletricidade. Conforme a Fundação Municipal de Saúde, os gastos mensais de oxigênio eram de cerca de R$ 2 mil antes da pandemia.


Com o coronavírus, esse custo chegou a R$ 190 mil/mês. A intenção da Prefeitura é ter uma Usina própria e que possa distribuir oxigênio para as demais estruturas de saúde do município.


Para o presidente da Fundação de Saúde, Rodrigo Manjabosco, a instalação da usina garante a oferta de oxigênio para a população.


Ouça abaixo


A Fundação acredita que até o final desta semana a Usina de Oxigênio já estará em pleno funcionamento.


Ouça: