top of page
  • Ricardo Silveira

Comitiva do Ministério do Turismo e de instituto argentino realizam visita técnica em Ponta Grossa

Encontro propõe avaliação de indicadores turísticos e construção estratégica de inovação para tornar o Município um Destino Turístico Inteligente

Uma comitiva do Ministério do Turismo e do Instituto Ciudades del Futuro chegou a Ponta Grossa nesta quarta-feira, 4. A cidade está entre as dez selecionadas para participar da implantação de Destinos Turísticos Inteligentes (DTI) no país.


“Já somos uma forte realidade turística com as nossas belezas naturais e, para tornar Ponta Grossa um Destino Turístico Inteligente, vamos fomentar ainda mais as atividades turísticas fundamentadas na inovação, sustentabilidade, desenvolvimento socioeconômico e qualidade de vida local”, afirma a prefeita Elizabeth Schmidt.


Durante três dias, em conjunto com a Secretaria Municipal de Turismo, serão avaliados os indicadores turísticos locais e a construção de um plano de ação para melhorias na gestão, promoção e ampliação do turismo.


“Ponta Grossa é destaque a nível nacional, tendo alcançado a 3ª posição dentre mais de 200 cidades que foram avaliadas pelo Ministério do Turismo para a 2ª fase do Destino Turístico Inteligente. Somente dez cidades do Brasil foram classificadas, sendo em sua grande maioria as capitais. Essa capacitação vai nos dar condições mais amplas para aperfeiçoamento dos critérios e exigências. O objetivo é que Ponta Grossa se consolide como Destino Turístico Inteligente”, destaca o secretário da pasta, Paulo Stachowiak.


O projeto busca estabelecer diretrizes e um formato nacional para transformar cidades turísticas em destinos inovadores, conforme a Coordenadora-Geral de Produtos e Experiências Turísticas do Ministério de Turismo, Fabiana de Melo Oliveira.


“O objetivo central é desenvolver um plano de transformação. Primeiro fizemos um diagnóstico do município para entender o que já foi executado, e agora vamos discorrer um plano dentro dos eixos estruturantes do projeto para colocar Ponta Grossa no patamar de um Destino Turístico Inteligente”, explica.


Durante a visita técnica serão realizadas oficinas pela comissão e membros do trade turístico. Eles vão orientar sobre o DTI e a elaboração do plano de transformação, além de executar visitas técnicas a pontos turísticos e repartições públicas do Município, como o Lago de Olarias, Sesc Estação Saudade, Parque Vila Velha, Buraco do Padre e Refúgio das Curucacas.


Destino Turístico Inteligente


Destino Turístico Inteligente é uma estratégia desenvolvida na Espanha. Ela ajuda as cidades a obterem mais visibilidade nos atrativos turísticos, com uma gestão mais eficiente e baseada em informações de qualidade, as quais garantem acessibilidade, melhor uso de recursos, mais sustentabilidade, contando com a implantação de tecnologias que tornam os destinos mais atrativos e competitivos.


No Brasil, a metodologia foi adaptada e implementada pelo Ministério do Turismo em parceria com o Instituto Ciudades del Futuro. O DTI é desenvolvido com foco em nove pilares: Governança; Inovação; Tecnologia; Sustentabilidade; Acessibilidade; Promoção e Marketing; Segurança; Mobilidade e Criatividade.


Comments


bottom of page