top of page
  • Ricardo Silveira

Confirmada identificação de corpo encontrado em poço em Itaiacoca

Corpo foi localizado no dia 29 de maio 2023

(Foto: Divulgação Polícia).

A Polícia Civil de Ponta Grossa divulgou nesta quinta-feira, 3, que exames periciais realizados pelo Instituto de Criminalísitica confirmaram que um dos corpos encontrado em um poço, na região do Itaiacoca, no dia 29 de maio 2023 é de João Augusto Marchioto, assassinado no ano de 2019.


O Laudo Odontolegal de Identificação, ao confrontar as características de um dos crânios encontrados com uma radiografia panorâmica feita por João Augusto antes de sua morte, concluiu a compatibilidade da arcada dentária, atestando a identidade da vitima


Os trabalhos prosseguem para identificação dos demais restos mortais.


RELEMBRE O CASO


Na época do desaparecimento de João Augusto Marchioto, foi instaurado inquérito policial que acabou concluindo que João Augusto, assim como Kamili Bianca de Goes e Leopoldo Ricieri Carneiro teriam sido assassinados por Emerson Luiz Martins Ferreira e Antonio Batista Ferreira.


As investigações apontaram que os investigados teriam ocultado o corpo das vítimas, sem que na época, tenham sido estes encontrados.


As investigações, presididas pelo dr. Fernando Maurício Jacinski, então titular do setor de homicídio, apontaram que os investigados teriam matado Leopoldo Ricieri por vingança, pois Leopoldo estaria envolvido no assassinato de Everson Antonio Martins Ferreira, filho de Antonio e irmão de Everson.


Na ocasião, Antonio e Emerson assassinaram Kamili e João, que não teriam ligação com o homicídio e teriam sido assassinadas apenas por estarem no local na companhia de Leopoldo.


Diante dos robustos elementos coletados na investigação, Emerson e Antonio foram denunciados pelo Ministério Público e pronunciados, para que sejam submetidos a juri popular, pelos crimes de homicídio qualificado por motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa das vítimas, bem como por ocultação de cadáver, além de um crime de furto, pois os investigados teriam subtraído o telefone de uma das vítimas.


Os réus devem ser submetidos a juri popular no próximo dia 21 de setembro de 2023, data em que esta agendada a sessão de julgamento do Tribunal do Juri de Ponta Grossa.

bottom of page