• Redação

Drone apreendido reforça segurança em prisão de Ponta Grossa

Aeronave passou por processos de perícia e análise da Polícia Científica, ações que resultaram no desencadeamento de uma operação integrada das forças de segurança da região

Um drone interceptado em maio durante uma tentativa de entrega de celulares, chips e um isqueiro a presos da Cadeia Pública Hildebrando de Souza (CPHS), passou por perícias e está sendo usado em ações de segurança do sistema prisional de Ponta Grossa.

“Desta vez, a interceptação de drones que tentavam entregar ilícitos na cadeia pública permitiu uma ação da Polícia Civil que resultou na apreensão de outras aeronaves e elucidação de toda a ação’, disse o secretário estadual da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares.

Na região, já havia agentes penitenciários habilitados para pilotar a aeronave. “Com operadores habilitados, a tecnologia ampliará o sistema de segurança das unidades, especialmente pela evolução nas tentativas de inserir materiais ilícitos nos estabelecimentos", destaca o coordenador regional do Depen em Ponta Grossa, Luiz Francisco da Silveira.

Na mesma unidade prisional, outro drone foi apreendido no dia 20 de junho. No novo pacote a ser entregue, que ficou preso à serpentina do muro, havia dois celulares, dois cabos USB e um carregador.

As duas aeronaves passaram pelos exames de perícia e inspeção. Após investigação, uma operação de cumprimento de mandados de busca e apreensão em três endereços. A ação resultou na apreensão de mais três drones, todos com controles e equipamentos de manutenção.

Uma pessoa também foi presa. Já havia contra ele um mandado de prisão por tráfico e roubo. Além disso, ele é suspeito de ser o operador do aparelho, e ainda é irmão de um preso que está e custodiado na Hildebrando de Souza.

Imagem: Reprodução/AEN

Visite

R. XV de Novembro, 591 

Centro 

- Ponta Grossa

- Paraná

- Brasil 

Ligue

Fone: (42) 3028-1300

Whats: (42) 99994-1011 

Email

jornalismo@cbnpg.com.br

Contato Comercial

opec@cbnpg.com.br