• Thailan Jaros

ELEIÇÕES 2022: Em Ponta Grossa, Deltan Dallagnol comenta saída de Moro do Podemos

Dallagnol é pré-candidato a deputado federal pelo Paraná e esteve em Ponta Grossa nessa quinta-feira (07).

Foto: Thailan Jaros/CBN Ponta Grossa

O ex-coordenador da Operação Lava Jato e pré-candidato à Câmara dos Deputados Deltan Dallagnol (Podemos) afirmou à CBN Ponta Grossa que nunca foi próximo do ex-juiz Sérgio Moro (União Brasil).


“Tenho uma relação de respeito, de consideração, de admiração pelo trabalho que o ex-juiz Sérgio Moro fazia ao longo da Operação Lava Jato. Agora, a gente nunca foi próximo, nunca um foi à casa do outro, em festa de aniversário. Casei ao longo do tempo que eu já trabalhava perante a Vara que ele atua e não convidei para a festa de casamento”.


Dallagnol era procurador do Ministério Público Federal e atuava na Operação Lava Jato, em que Moro era juiz. Os dois se filiaram ao partido Podemos no final do ano passado.


Sérgio Moro era pré-candidato a presidente pelo partido, mas trocou a legenda na semana passada pelo União Brasil. Deltan Dallagnol, no entanto, permaneceu no Podemos.


À CBN, ele afirmou que decidiu se candidatar para defender pautas em relação ao combate à corrupção. “Se nós queremos preservar o que a Lava Jato alcançou, a gente precisa mudar o sistema político”, destacou.


Dallagnol é pré-candidato a deputado federal pelo Paraná. Ele esteve na sede da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) nessa quinta-feira (07).


O ex-procurador apresentou um movimento organizado para a eleição de senadores e deputados que defendem o fim do foro privilegiado, a prisão em segunda instância e a extinção do fundão eleitoral.


Ouça:


Posts Relacionados

Ver tudo