top of page
  • CBN Ponta Grossa

Em férias, prefeita Elizabeth Schmidt não comparece à oitiva da CPI da Saúde

Conforme membros da CPI, prefeita foi convidada no dia 1º de agosto.

Foto: Reprodução

A prefeita Elizabeth Schmidt não compareceu à oitiva da Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga a Saúde na Câmara Municipal nesta terça-feira (09). Ela foi convidada a prestar esclarecimentos no dia 1º de agosto.


O depoimento estava marcado para às 09h. Conforme a CPI, a prefeita também não enviou um documento para informar o motivo da ausência. Elizabeth Schmidt está em férias desde a última sexta-feira (05) e só retorna no dia 22 de agosto.


A CPI apura a contratação de médicos, os estudos para fechamento de Unidades Básicas de Saúde, remanejamento das equipes e a demora por atendimentos médicos. A Comissão foi criada a partir de reclamações da população sobre a situação da saúde pública do município.


O grupo também investiga o planejamento e estudos para possível construção e reforma de novas UBSs e Unidades de Pronto Atendimento Adulto e Infantil e as verbas empenhadas para saúde nos últimos oito anos.


A CPI investiga, ainda, motivos de demora no planejamento na saúde e para o atendimento primário municipal para suprir a doação do Hospital da Criança ao estado e o planejamento da reforma do Hospital Municipal Doutor Amadeu Puppi.


Durante a reunião, os vereadores que fazem parte da Comissão lamentaram a ausência da prefeita e afirmaram que devem fazer um novo convite assim que ela retornar das férias.


Às 10h, o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Ponta Grossa (Sindiserv) Luiz Eduardo Pleis prestou depoimento. Ele é enfermeiro e representou os servidores da saúde do município.


ÀS 11h, estava prevista a participação do ex-prefeito de Ponta Grossa Marcelo Rangel. Diferente da prefeita, ele foi convocado a participar da oitiva na CPI da Saúde, mas também não compareceu.


O ex-prefeito enviou um ofício à Comissão afirmando que não teve acesso a documentos referentes ao assunto e que isso tornaria incerto o motivo da convocação. Rangel pediu uma cópia do inteiro teor da CPI para remarcar uma nova data para participar da oitiva.


A CPI é presidida pelo vereador Celso Cieslak (PRTB) e tem como relator o vereador Geraldo Stocco (PV). Os vereadores Léo Farmacêutico (PSD), Joce Canto (PSC) e Jairton da Farmácia (DEM).

bottom of page