• Thailan Jaros

Encenações da Paixão de Cristo são retomadas nos Campos Gerais

Apresentações estão programadas em Ponta Grossa, Piraí do Sul e Telêmaco Borba.

Foto: Diocese de Ponta Grossa

A encenação da Paixão de Cristo será apresentada nesta sexta-feira (15) em Ponta Grossa. A Paróquia Santa Rita de Cássia, no bairro Ronda, volta a apresentar o teatro depois de dois anos de pandemia da Covid-19.


O teatro da Paixão de Cristo começa às 20h, na igreja matriz. De acordo com a organização, será uma mistura do sofrimento de Cristo com cenas da vida cotidiana de hoje. Neste ano, o grupo não vai encenar a crucificação.


Na Paróquia, a adoração da cruz começa às 15h e segue até às 17h. A encenação começa às 20h. No bairro de Olarias, 25 crianças vão encenar a Via Sacra às 18h30, na Capela São Paulo Apóstolo.


Durante a Sexta-feira Santa, os cristãos acompanham os mistérios da morte de Jesus Cristo. De acordo com a diocese, é um momento que exige introspecção e oração.


Em Piraí do Sul, nos Campos Gerais, cerca de 1.500 pessoas são esperadas para a retomada da tradicional encenação da Paixão de Cristo. O teatro não é realizado desde 2019. Para a retomada, o roteiro foi adaptado por Alcione José Alves Bueno e Bruno Moreira do Nascimento, da Paróquia Senhor Menino Deus.


Com o tema “A paixão de Cristo: A história que mudou o mundo”, a peça vai retratar o nascimento de Jesus, a apresentação no templo, batismo, tentação no deserto até a crucificação e morte.


São 50 pessoas envolvidas na produção, entre atores, equipe técnica e de apoio. A encenação deve acontecer às 19h ao lado da Igreja de São José Operário, em Piraí do Sul. Já em Telêmaco Borba, a peça é encenada pelo grupo “Irmão sol, irmã Lua”, da Comunidade São Francisco de Assis.


A encenação envolve 45 pessoas, entre o elenco, figurantes, leitores, músicos e técnicos de iluminação. O grupo realiza a peça desde 2001, mas teve que parar por dois anos com a Covid-19.


A encenação começa às 19h30 na Praça da Família em Telêmaco Borba. A peça tem duração de uma hora e vinte minutos, com fogos e luzes.


O Tríduo Pascal começou na noite de ontem com a Missa de Lava Pés, rito que imita o gesto de Jesus que se dispôs a servir, lavando os pés dos discípulos. Às 15h desta sexta-feira, todas as paróquias realizam a liturgia da Paixão do Senhor, o único dia do ano em que a Igreja Católica não reza Missas.


Ainda por conta da pandemia, o tradicional beijo na cruz não está permitido. Além das encenações, os fiéis costumam intensificar as orações, com vias sacras, adorações e momentos penitenciais. Cada comunidade define sua programação e horários.


No sábado acontece a Vigília Pascal, a bênção do fogo e a renovação das promessas do batismo. No domingo, a Ressurreição de Cristo é celebrada pelos cristãos. Segundo a diocese, cada Paróquia organiza os horários das celebrações.


Ouça: