top of page
  • Ricardo Silveira

Estado licita terceiro lote de obras em rodovias não pavimentadas dos Campos Gerais

DER/PR é responsável pelas obras, que terá investimento de R$ 10 milhões para atender os municípios Ipiranga, Ivaí e Cândido de Abreu e beneficiar mais de 43 mil habitantes

Foto: DER

O Governo do Paraná está licitando o terceiro lote de obras de conservação para rodovias não pavimentadas dos Campos Gerais e região central do Estado. Serão beneficiados os municípios de Ipiranga, Ivaí e Cândido de Abreu, que juntos somam mais de 43 mil habitantes.


O processo está na fase da abertura de envelopes de documentação, marcada para 28 de novembro. Apenas um participante, o Consórcio Construtor Gaissler Hellman, apresentou proposta e terá documentos analisados pelo corpo técnico da Superintendência Regional Campos Gerais do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR). Pelo valor de R$ 10,74 milhões, o consórcio está classificado.


Ao todo, três trechos serão contemplados, somando obras em 117,73 km. Os segmentos são na PRC-487, em Ipiranga; na PRC-487, entre Ivaí e Cândido de Abreu, e na PR-535, em Cândido de Abreu. Pelos próximos dois anos, estão garantidos serviços como patrolamento e regularização de leito, escavações de valas laterais e para saídas de água, instalação de bueiros, entre outros.


A manutenção é fundamental para deixar as estradas de terra mais seguras e com melhor trafegabilidade, principalmente em dias de chuva. Elas são utilizadas pelos moradores da área rural e pequenos produtores, em uma região do Estado rica em produção de soja e trigo.


EM ANDAMENTO – Outros dois lotes de conservação de rodovias não pavimentadas da Superintendência Regional Campos Gerais do DER/PR já estão em andamento. Estão sendo atendidos trechos que somam de 237,4 km de cinco rodovias diferentes (PR-090, PR-513, PR-092, PR-151, PRC-272). Elas atendem diretamente nove municípios: Ponta Grossa, Campo Largo, Castro, Piraí do Sul, Jaguariaíva, Salto do Itararé, Santana do Itararé, São José da Boa Vista e Sengés.


O investimento dos dois lotes chega a R$ 11.842.308,23, que somados ao terceiro lote, alcançam o aporte de mais de R$ 22 milhões em recursos para os Campos Gerais.

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page