top of page
  • Gisele Wardani

Ex-prefeito de Piraí do Sul é preso por descumprir determinações judiciais

Ex-prefeito foi condenado por improbidade administrativa e desvio de dinheiro público; Defesa não quis se manifestar.

Foto: Polícia Civil

O ex-prefeito de Piraí do Sul Antônio El Achkar, conhecido como Toto, foi preso nesta semana por descumprir determinações da Justiça. O mandado de prisão foi cumprido na tarde da quarta-feira (15), no município dos Campos Gerais.


O ex-prefeito cumpria pena em regime aberto e usava tornozeleira eletrônica. Conforme a Polícia Civil, a Justiça determinou regressão de regime por possível descumprimento de ordem judicial e por isso foi conduzido à estrutura carcerária, gerenciada pelo Depen de Castro.


Segundo decisão judicial, Toto teria descumprido as medidas impostas em cumprimento a regime aberto, com uso de tornozeleira.


De acordo com a condenação, ele responde por crimes de responsabilidade previstos na lei 201 de 1967, por desvio de dinheiro público. Conforme a denúncia, Toto teria cometido o crime pelo menos 37 vezes. A pena fixada pela justiça é de 7 anos, 9 meses e 10 dias, além da pena de prestação pecuniária no valor de 55 mil reais, sendo pago parcelado.


Toto foi prefeito de Piraí do Sul na gestão 2009-2012, ele teve as contas reprovadas pelo Tribunal de Contas e disputou eleições novamente em 2016. Foi eleito, mas teve o registro impugnado por ter feito uma viagem ao Japão e à China em 2009, quando chefiava a prefeitura, sem apresentação de prestação de contas. A viagem custou R$ 19 mil na ocasião e teria sido paga com recursos públicos.


O advogado do ex-prefeito Antônio El Achkar foi procurado pela reportagem da CBN e declarou que a família ainda não quer comentar o caso.


Comments


bottom of page