• Redação

Gilson Aguiar: Tudo começa pela educação


Uma das questões mais importantes para o futuro dos brasileiros está sendo discutido e votado no Congresso Nacional. O Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). A aprovação em primeira discussão demonstra a possibilidade de se ter mais investimento na educação básica nos próximos anos. Um aumento de 55,3% por aluno.


Os investimentos permitem que haja um equilíbrio entre regiões e arrecadação. As regiões mais carentes recebem mais recursos. Reduzindo assim as desigualdades de condições do acesso à educação. Para se ter uma ideia, levantamento feito pela Câmara de Deputados, se não fosse o Fundeb, a desigualdade entre o valor menor e o maior de investimento na educação básica poderia ser de 10.000%, hoje é de 564%, O que ainda é preocupante.


Nestes mais de 20 anos os recursos da educação básica se acumularam e demonstram que há uma continuidade na busca de dar condições mínimas a todas as crianças do país para o acesso a uma educação com o mínimo de qualidade. Em 2007 o fundo contava com R$ 45 bilhões, hoje ele conta com R$ 172 bilhões.


Vale lembrar que o volume de dinheiro não significa qualidade. A má gestão dos recursos públicos pode fazer este volume de recursos evaporarem sem fazer qualquer efeito na vida de muitas crianças de regiões de risco no país. Lembrando que parte considerável destes recursos vão para o investimento em capital humano, destaque para os professores.


Uma educação eficiente deve estar ciente e consciente das necessidades regionais. Das possibilidades que as inúmeras localidades trazem como fatores de estímulo ou limitações na formação dos alunos. Não funciona a ideia de ensinar para todos como se a vida de cada pudesse se encaixar em um perfil ideal. Em cada estado brasileiro há uma realidade distinta. Isto tem que ser levado em conta na atuação das escolas nos mais diferentes municípios do país.


Podemos considerar que há um conteúdo comum a ser ministrado, mas uma realidade diferente e diversificada a ser observada. O aluno não vive a mesma realidade em cada região, nem mesmo o professor. A cultura local e nacional construiu um valor a escola e tem que se aproximar instituição de ensino e comunidade. Sem isso, nenhuma educação gera resultado. Não se educa pessoas sem conhecê-las.


Imagem ilustrativa/Pixabay/domínio público



Ouça o comentário de Gilson Aguiar para a CBN Ponta Grossa:


Visite

R. XV de Novembro, 591 

Centro 

Ponta Grossa - PR

Ligue

Fone: 42 - 3028 1300

Whats: 42 9 9994 1011