• Redação

Justiça autoriza abertura de inquérito para apurar suposto crime eleitoral

A decisão do juiz eleitoral Luiz Carlos Bittencourt foi publicada nesta sexta-feira (18)

A Justiça Eleitoral acolheu o parecer do Ministério Público Eleitoral para instauração de inquérito com objetivo de apurar o suposto crime eleitoral de compra de votos praticados pela candidata eleita Elizabeth Schmidt (PSD) e o vice Saulo Vinícius (PSD), nas eleições municipais.


A decisão do juiz Luiz Carlos Bittencourt foi publicada nesta sexta-feira (18) e a investigação ficará sob responsabilidade da Polícia Federal.


O autor da notícia-crime é o vereador Pietro Arnaud (PSB). O advogado foi candidato a vice-prefeito ao lado da deputada estadual Mabel Canto (PSC) nas eleições de novembro. Na representação, constam imagens, áudios e vídeos de um suposto esquema de compra de votos e caixa dois.


O parecer do Ministério Público Eleitoral aponta que diante da presença de indícios da prática de crime eleitoral solicita a instauração de inquérito.


Por meio de nota, a assessoria de Elizabeth Schmidt comunicou que 'os representantes jurídicos da campanha ainda não receberam notificação sobre a decisão, mas aguardam com tranquilidade os desdobramentos. Toda campanha foi realizada dentro da legislação eleitoral e todos os esclarecimentos que porventura sejam requisitados pelas autoridades judiciais ou policiais serão prestados no momento oportuno'.



0 comentário

Visite

R. XV de Novembro, 591 

Centro 

- Ponta Grossa

- Paraná

- Brasil 

Ligue

Fone: (42) 3028-1300

Whats: (42) 99994-1011 

Email

jornalismo@cbnpg.com.br

Contato Comercial

opec@cbnpg.com.br