• Redação

Leilão de bens de um réu da Quadro Negro devolve cerca de R$ 1,15 milhão ao Paraná

O Ministério Público pretende devolver mais de R$ 5 milhões até o fim das vendas dos bens.


Cerca de R$ 1,15 milhão serão devolvidos aos cofres públicos do Paraná após leilão de bens de um réu da Operação Quadro Negro.


A investigação do Ministério Público do Estado apontou desvios de recursos destinados a construções e reformas de escolas públicas no Paraná.


O leilão foi realizado na última segunda-feira (14) através da venda de um apartamento, em Curitiba, no valor de R$ 1,1 milhão – e de um veículo, cotado por R$ 55,5 mil.


Além disso, outros bens do réu, entre eles um imóvel rural, em Atalaia do Norte (AM) e outro veículo, ainda serão leiloados e os valores posteriormente destinados ao Estado.


O Ministério Público pretende devolver mais de R$ 5 milhões até o fim das vendas dos bens. O valor, conforme o MP, foi fixado no acordo de colaboração premiada.


Na época, o réu era diretor da Secretaria Estadual de Educação e responde pelos crimes de corrupção passiva, fraude a licitação e organização criminosa. O processo tramita na 9ª Vara Criminal de Curitiba.


A Operação Quadro Negro começou em 2015 e investigou casos de corrupção e desvios de verbas na Secretaria de Estado da Educação (Seed) entre os anos de 2012 e 2015.


Ouça: