top of page
  • CBN Ponta Grossa

Menos de 30% do público-alvo tomou a vacina contra a gripe em Ponta Grossa

A Campanha Nacional de Imunização completou dois meses no último sábado (04) e os baixos índices preocupam.

Foto: AEN

Menos de 30% do público-alvo tomou a vacina contra a gripe em Ponta Grossa. A Campanha Nacional de Imunização completou dois meses no último sábado (04) e os baixos índices preocupam.


A gerente da Atenção Primária da Fundação Municipal de Saúde, Daniele Cristine Fabian, explica que a baixa adesão também foi registrada nos últimos anos e que nenhum grupo prioritário atingiu a meta.


Conforme o Ministério da Saúde, 32.029 doses da vacina contra a Influenza foram aplicadas em Ponta Grossa, mas o público-alvo da cidade é de 117.611. A primeira etapa da campanha que foi direcionada para os idosos acima de 60 anos e trabalhadores da saúde terminou no dia 02 de maio.


A segunda etapa é destinada a crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade, grávidas e mulheres que tiveram filhos há pouco tempo, povos indígenas, professores, pessoas com comorbidades, com deficiência permanente, as forças de segurança e salvamento e forças armadas, caminhoneiros e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso, além de trabalhadores portuários, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas e a população privada de liberdade.


Essa etapa deveria ter terminado na sexta-feira passada, mas teve que ser prorrogada diante dos baixos índices de cobertura em todo o Paraná. A Campanha agora vai até 24 de junho.


O número de internamentos ou de pessoas que precisam de internamentos em Ponta Grossa com Síndromes Respiratórias chama a atenção da administração pública.


No Paraná, a cobertura é estimada em apenas 47% de todo o público-alvo. Cerca de 4,3 milhões de pessoas deveriam tomar a vacina durante a campanha, mas apenas 1.619.687 receberam o imunizante.


A vacina atualizada protege contra os subtipos da Influenza A (H1N1 e H3N2) e um subtipo da Influenza B. Em janeiro deste ano, o Paraná declarou epidemia de H3N2 após um aumento no número de diagnósticos e mortes em decorrência do vírus. Foram mais de dois mil casos e 118 mortes entre dezembro e março.


Com a baixa cobertura de vacinação, o Paraná vai promover o dia D de vacinação no próximo sábado em todos os 399 municípios do estado. A ação tem o objetivo de atualizar carteirinha da população em geral, seja nas estratégias de rotina ou nas campanhas vigentes do Ministério da Saúde, Covid-19, Influenza e sarampo.


Ouça:


Comments


bottom of page