• Redação

Município vai distribuir vouchers para auxiliar famílias em vulnerabilidade social

Iniciativa é um auxílio emergencial, no valor de R$ 50, que permite aos beneficiários a compra de alimentos em comércios credenciados.

Cerca de 27 mil pessoas em Ponta Grossa vão receber vouchers do programa Comida Boa, do Governo do Paraná. A iniciativa é um auxílio emergencial, no valor de R$ 50, que permite aos beneficiários a compra de alimentos em comércios credenciados. O município recebeu os cartões do Estado, nesta quinta-feira (07) e estuda fazer as entregas na próxima semana.


“Iniciamos a entrega dos vouchers aos municípios e sabemos a diferença que fará na vida das pessoas que estão em alta vulnerabilidade social. O programa terá validade de três meses, o que acaba sendo uma ajuda aos mais necessitados”, comenta a representante da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), Karina Larocca.


Para evitar aglomeração os vouchers devem ser distribuídos pela Fundação de Assistência Social e pontos estratégicos. “Estamos avaliando as possibilidades, no momento já temos 26 locais para realizar a entrega, entre eles os Centros de Referência de Assistências Social (Cras) e igrejas. Queremos cadastrar outros para facilitar o acesso aos beneficiados então aglomerar pessoas em um mesmo estabelecimento. Nossa ideia é começar a entregar nas próximas semanas”, destaca a presidente da Faspg, Simone Kaminski.


Segundo a Prefeitura, partir da segunda-feira (11) será possível tirar dúvidas e agendar a retirada dos cartões no telefone 0800 400 8989. O atendimento será segunda a sexta- feira, no período das 10h às 16h.


As famílias poderão consultar a página www.cartaocomidaboa.pr.gov.br, para verificar se estão inscritas no CadÚnico e também para saber os locais de retirada dos vouchers, locais onde poderão realizar a compra.


Quem pode receber

Para ter direito ao voucher, é preciso ser maior de 18 anos (à exceção de mães adolescentes), ter renda familiar mensal não superior a meio salário mínimo e renda familiar que não passe de três salários mínimos.


Os beneficiários inscritos no CadÚnico precisam apenas apresentar documento com foto e CPF no local indicado pelo município para a retirada do cartão. O microempreendedor individual, o contribuinte individual do Regime Geral da Previdência Social (RGPS) e o trabalhador informal de qualquer natureza deverá também assinar uma autodeclaração de que está enquadrado nos requisitos do programa.


Não estão incluídos no cálculo da renda familiar os rendimentos do Programa Bolsa Família.


Imagem: AEN/Divulgação


Ouça a notícia:

Visite

R. XV de Novembro, 591 

Centro 

Ponta Grossa - PR

Ligue

Fone: 42 - 3028 1300

Whats: 42 9 9994 1011