• Redação

Novo decreto suspende cobranças do Estado a dívidas de contribuintes


Um novo decreto assinado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, publicado na sexta-feira no Diário Oficial do Estado, suspende os prazos administrativos e a cobrança de dívidas por parte do Estado. O governo já tinha editado, no final de março, um decreto que suspendia essa cobrança por 90 dias, uma das medidas administrativas para minimizar o impacto da pandemia do novo coronavírus no bolso dos contribuintes.


A Procuradoria-Geral do Estado realiza cerca de 30 mil protestos e ajuíza em torno de 400 dívidas por mês. Atualmente, a Dívida Ativa Estadual está em torno de 40 bilhões e 300 milhões de reais. A suspensão dos prazos de pagamento dá novo fôlego a cidadãos e empresas que tenham algum débito com o Estado, como impostos atrasados, multas ambientais, administrativas, do Procon e outros tipos de créditos.


A medida é válida até 31 de julho e inclui créditos com órgãos da Administração Pública Direta, autarquias e fundações estaduais. O governador Ratinho Junior disse que o Estado sabe que muitas pessoas estão com dificuldades financeiras por causa dos impactos da pandemia.


Por isso, o Governo resolveu prorrogar essa cobrança, para um momento que afete menos os contribuintes. O mesmo decreto também suspende o acesso aos autos dos processos físicos, a apresentação de protesto de certidões de dívida ativa do Estado e o ajuizamento de execuções fiscais, para evitar a circulação e aglomeração de pessoas.


Informações Agência Estadual de Notícias do Paraná

Imagem: Reprodução/AEN

Visite

R. XV de Novembro, 591 

Centro 

Ponta Grossa - PR

- Paraná

- Brasil 

Ligue

Fone: (42) 3028-1300

Whats: (42) 99994-1011