top of page

Nucria indicia mãe de menino autista em Ponta Grossa

A vítima foi ouvida e teria confirmado as agressões

(Foto: Reprodução).

O Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria) em Ponta Grossa encerrou as investigações sobre a mãe acusada da prática de maus-tratos contra o próprio filho, uma criança de 11 anos de idade.


Durante o Inquérito Policial foram ouvidas 17 pessoas, entre vizinhos, familiares da vítima e informantes. O Nucria anexou aos autos relatórios do Conselho Tutelar e da escola que a criança frequentava.


A vítima foi ouvida através do Setor de Psicologia do Nucria e confirmou que além de agressões verbais a mãe também lhe agride fisicamente com uso das mãos, chinelos e cinta. Apesar de ter sido expedido guia para realização de exames junto ao IML, a vítima deixou de comparecer ao local.


Da análise das provas produzidas a Delegada Ana Paula Cunha Carvalho concluiu pela comprovação da prática de maus-tratos e injúria contra a vítima, razão pela qual a investigada e genitora do menino, diagnosticado com autismo, esquizofrenia e transtorno opositor desafiador, deverá ser indiciada pelos crimes acima referidos.


Comments


bottom of page