top of page
  • Ricardo Silveira

Operário cede empate em casa e novamente frustra a trocida

Quase 5 mil pessoas foram ao estádio incentivar o time na briga contra o rebaixamento

(Foto: Dido Henrique/OFEC).

Segue cada vez mais dificil a jornada do Operário Ferroviário na Série B do Campeonato Brasileiro. Atuando nesta sexta-feira, 30, no estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa, o Fantasma ficou no empate por 1 a 1 com o Vila Nova, pela 32ª rodada da competição.


O jogo


Com a ausência de Júnior Brandão lesinado no confronto contra o Bahia, o técnico Matheus Costa optou por Felipe Garcia como centro-avante do Operário para enfrentar o Vila Nova.

Paulo Victor comemorando gol marcado. (Foto: Dido Henrique/OFEC).

O Fantasma buscou o jogo no início, principalmente em jogadas pelos lados de campo. E aos 19 minutos, após cruzamento da esquerda com Felipe Neto, o atacante Paulo Victor subiu mais que a zaga adversária abrindo o placar para a festa da torcida.


A partir daí, o que poderia favorecer o Fantasma estar à frente do marcador teve efeito inverso. A equipe teve dificuldades para criar as jogadas, e principalmente diminuir os espaços evitando investidas do adversário.


O Vila Nova buscava na troca de passes entre Arthur Rezende, Jean e o experiente Wagner (ex-Cruzeiro e Flumininense).


E aos 41 minutos, a bola sobrou na área para Neto Pessoa que chutou na saída de Vanderlei deixando tudo igual em Ponta Grossa.

(Foto: Dido Henrique/OFEC).

No segundo tempo, as dificuldades do Operário ficaram ainda maiores. Jogadores que em rodadas anteriores conseguiram apresentar bons rendimentos, casos de Pavani e Javier Reina, ficaram aquém do esperado.


Com isso, o Operário não teve dinamica de jogo, ficando limitado a lançamentos do campo de defesa para o ataque e raras jogadas individuais, que facilmente eram neutralizadas pelo adversário.


Aos 27 minutos, após bate rebate próximo da pequena área, a bola sobrou para Felipe Garcia que mandou para as redes. Porém, a alegria do torcedor operariano durou pouco, pois o árbitro de vídeo assinalou que a bola saiu pela linha de fundo no cruzamento da direita feito por Lucas Mendes.


O tempo foi passando, o técnico Matheus Costa prmoveu algumas alterações com as entradas de Ricardinho, Rafael Oller, Thomas Bastos e Getteron. Porém, nenhuma das "novidades" conseguiu mudar a história do jogo.


O Operário reclamou de uma falta não marcada em Rafael Oller, próximo da entrada da área.


O jogo terminou e as inevitáveis vaias ecoaram no estádio Germano Kruger, com a frustração do torcedor com mais um jogo em casa sem vitória.


O que vem por aí...


Independente do que aconteça na sequencia da rodada, o Operário Ferroviário segue na zona de rebaixamento. O Fantasma tem 32 pontos e está na 18ª posição, podendo ser ultrapassado pelo Brusque uma posição atrás com 31 pontos. Os catarinenses fazem o clássico do Estado contra o Criciuma.


O Operário volta á campo na próxima terça-feira, 4, para enfrentar o Vasco no estádo Germano Kruger, em Ponta Grossa, a partir das 19 horas.


A CBN Ponta Grossa transmite ao vivo a partir das 18 horas.

FICHA TÉCNICA

CAMPEONATO BRASILEIRO - SÉRIE B


OPERÁRIO 1x1 VILA NOVA

Local: Germano Krüger, Ponta Grossa (PR)

Público presente: 4.722

Renda: R$ 84.300,00

Árbitro: Bruno Arleu de Araújo – RJ (FIFA)

Auxiliares: Luiz Cláudio Regazone e Daniel do Espírito Santo Parro, ambos do RJ

4º árbitro: Leandro Ferreira Lima – PR

Analista de campo: Ronaldo Parpinelli – PR

VAR: Rodrigo Nunes de Sá – RJ (VAR-FIFA)

Cartões amarelos: Fernando Neto e Simão (OPE); Sousa (VLN)

Gols: Paulo Victor (18’1ºT) (OPE) e Neto Pessoa (40’1ºT) (VLN)


Operário: Vanderlei; Arnaldo (Lucas Mendes), Dirceu, Reniê e Fabiano; Rafael Chorão (Ricardinho), Fernando Neto (Tomas Bastos) e Javier Reina (Rafael Oller); Paulo Victor, Felipe Garcia e Giovanni Pavani (Getterson). Técnico: Matheus Costa.


Vila Nova: Tony; Alex Silva, Rafael Donato, Alisson Cassiano e Willian Formiga; Sousa, Jean Martim (Diego Tavares), Arthur Rezende (Rafael) e Wagner (Marlone); Hugo Cabral (Matheuzinho) e Neto Pessoa (Daniel Amorim). Técnico: Allan Aal.


Comments


bottom of page