• Redação

Paraná tem 75% dos municípios afetados pelo novo coronavírus



O Paraná registra indicadores preocupantes no início da semana em que deve alcançar a marca de 10 mil pessoas infectadas pelo novo coronavírus: aumento no número de casos e de óbitos, recorde no número de internados, 51% de taxa de ocupação dos leitos de UTI exclusivos para enfrentar a doença, queda na faixa etária média dos diagnosticados e mais de 75% das cidades com registros da Covid-19.


Ao mesmo tempo o Estado mantém a menor taxa de incidência de casos por 100 mil habitantes do País e a quarta menor taxa de mortalidade dentro da mesma regra populacional, atrás apenas de Mato Grosso do Sul, Minas Gerias e Santa Catarina. O Paraná tem a 12ª maior taxa de letalidade do País, com 3,4%, ao lado de Alagoas.


O Estado chegou a 95 dias de pandemia com 9.583 casos e 326 óbitos, de acordo com o boletim epidemiológico publicado no domingo pela Secretaria de Estado da Saúde. A doença já atingiu 302 cidades no Paraná.


São 3.044 pessoas já recuperadas no Estado. A análise da semana epidemiológica 24 mostra que a média diária de casos e de óbitos aumentou em relação à semana 23. A média de novos casos por dia foi de 384 na semana 24, 301 na semana 23 e 213 na semana 22. A de óbitos foi de 10 na semana passada, 8 na semana anterior e 4 na última semana de maio.


A circulação do novo coronavírus aumentou 27% no Paraná na última semana. No mesmo quadro houve aumento de 13% no número de óbitos. As macrorregiões que registraram maior quantidade de casos novos foram Norte, Leste e Noroeste. A doença alcançou 302 cidades do Paraná. Curitiba e Região Metropolitana concentram 3.102 casos confirmados, com 1.030 recuperados e 129 óbitos, maior registro absoluto. A segunda região em incidência é a de Cascavel, com 1.320 casos, 242 recuperados e 21 óbitos, e a terceira é a de Londrina, com 1.100 casos, 318 recuperados e 59 óbitos.


De acordo com o boletim, 419 pessoas continuam internadas no Estado. Apesar desse cenário, o Paraná ainda mantém taxa controlada de ocupação em Unidades de Terapia Intensiva para adultos, atualmente de 51%, e de enfermarias, também para adultos, de 35%. O Paraná já perdeu 215 homens e 111 mulheres para a doença. A média de idade é de 67 anos.


Segundo os dados estatísticos, 66% tinham algum tipo de comorbidade, como hipertensão, diabetes, cardiopatia, doença pulmonar, obesidade ou doença renal crônica. 34% eram saudáveis.


Informações Agência Estadual de Notícias do Paraná

Imagem: AEN/Divulgação

Visite

R. XV de Novembro, 591 

Centro 

Ponta Grossa - PR

Ligue

Fone: 42 - 3028 1300

Whats: 42 9 9994 1011