• Redação

Polícia Civil prende 22 pessoas por roubos a fazendas em PG e cinco municípios

Estima-se que o valor de cada roubo seja em média de R$ 300 mil.

Foto: PCPR

A Polícia Civil do Paraná prendeu 22 pessoas envolvidas em organização criminosa especializada em roubos a fazendas e grandes empresas no Interior do estado. A ação foi realizada hoje (21).


Estima-se que o valor de cada roubo seja em média de R$ 300 mil, gerando um prejuízo milionário às vítimas.


Quatro dos presos ainda foram autuados em flagrante, três por posse ilegal de arma de fogo e um por posse e receptação. A Polícia Civil cumpriu ainda 26 mandados de busca e apreensão apreendendo objetos que haviam sido roubados, veículos e armas.


O cumprimento das ordens judiciais ocorreu simultaneamente nos municípios de Araruna, Cianorte, Maringá, Indianópolis, Ponta Grossa e Colombo.


Durante as investigações, a Polícia constatou que o grupo criminoso tinha como objetivo roubar produtos agrícolas e fios de cobre nas fazendas e empresas. Na ocasião dos crimes, as vítimas eram feitas reféns com o uso de armas de fogo.


A Polícia Civil apurou também que os indivíduos eram responsáveis por furtar objetos de construções, como torneiras, depois receptados em lojas de materiais de construção.


Ouça a entrevista com o delegado da Polícia Civil de Ponta Grossa, Maurício Souza da Luz, sobre a operação: