• Redação

Ponta Grossa tem 'compromisso com universalização do saneamento', mostra ranking

Ponta Grossa é considerada uma das cidades que tem compromisso com a universalização do saneamento. Conforme o ranking ABES da Universalização do Saneamento, o município somou nota 459,57 e se enquadra na segunda categoria.


O ranking avalia o percentual de pessoas atendidas pelos serviços de abastecimento de água, coleta de esgoto e de resíduos sólidos, além de aferir o quanto de esgoto recebe tratamento e se os resíduos recebem destinação adequada.


A pontuação máxima possível é de 500 pontos, atingida quando o município alcança 100% em todos os cinco indicadores. De acordo com o Ranking, no Paraná, nove cidades estão muito próximas de terem 100% de atendimento com coleta e tratamento de esgoto, superando o novo marco legal do setor.


A nova lei estabelece como meta de universalização, para 2033, que 99% da população tenha acesso à água tratada e 90% seja atendida com esgotamento sanitário.


Ponta Grossa alcançou 100% em tratamento de esgoto e cerca de 60% no indicador de destinação adequada de resíduos.


O ranking organizado pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES) reuniu 1.670 municípios brasileiros que forneceram informações para o cálculo dos indicadores utilizados no estudo, o que representa cerca de 70% da população do país.


Conforme o ranking, Curitiba foi classificada como a melhor capital brasileira em saneamento. Também é a única capital na categoria Rumo à Universalização. As outras oito cidades bem posicionadas na mesma categoria são Londrina, Fazenda Rio Grande, Cascavel, Foz do Iguaçu, Cambé, Maringá, Pinhais e Umuarama.


Ouça: