• Redação

Projeto que muda lei dos colégios Cívico-Militares no Paraná é aprovado na Assembleia Legislativa

A proposta teve parecer favorável em todas as comissões da Alep e foi aprovada em dois turnos.

Os deputados estaduais do Paraná aprovaram, ontem (14), mudanças na lei que implementou os colégios Cívico-Militares no Estado.


A proposta teve parecer favorável em todas as comissões da Assembleia Legislativa e foi aprovada em dois turnos.


No começo da semana os parlamentares suspenderam o recesso para votar a alteração em sessões extraordinárias.


O pedido foi feito pelo governador Ratinho Junior para aprovar o projeto antes do início das aulas, em fevereiro.


O texto exclui da legislação aprovada em outubro do ano passado a limitação de dez mil habitantes para o município que desejar ter uma escola cívico-militar.


Agora, o modelo pode ser implantado nas cidades que têm no mínimo duas escolas estaduais na zona urbana.


A instituição que adotar o modelo não poderá ter ensino técnico, educação de jovens e adultos e período integral ou noturno.


Durante a discussão, a proposta recebeu oito emendas, que foram rejeitadas pelos deputados. Conforme o governo do Estado, serão 199 colégios Cívico-Militares em todo o Paraná.


Ouça: