• Redação

Quase R$ 4 milhões foram destinados para pessoas em situação de vulnerabilidade social em PG

Recursos são divididos para ações de acolhimento de pessoas em abrigos ou em situação de rua e compra de alimentos, além da aquisição de equipamentos de proteção individual (EPIs)

Quase R$ 4 milhões foram destinados para o atendimento de pessoas em situação de vulnerabilidade social em Ponta Grossa durante a pandemia. Os dados são de um sistema criado pelo Ministério Público do Paraná.


De acordo com a plataforma, o valor foi repassado pelo Sistema Único de Assistência Social (Suas), do governo federal, para uso exclusivo de medidas contra a Covid-19.


Segundo o MP, os recursos são divididos para ações de acolhimento de pessoas em abrigos ou em situação de rua e compra de alimentos. Além da aquisição de equipamentos de proteção individual (EPIs) para as equipes de referência que atendem a comunidade.


Em Ponta Grossa, quase R$ 2 milhões foram destinados para o acolhimento e mais de R$ 500 mil para a compra dos alimentos.


Conforme a Prefeitura, Ponta Grossa tem 8.162 famílias em condição de extrema pobreza e 120 pessoas em situação de rua.


Durante a pandemia, a gestão fez as entregas de cestas básicas, incluiu casos urgentes no Cadastro Único e orientou essas pessoas sobre o auxílio emergencial. A Prefeitura ressalta que os serviços socioassistenciais não foram interrompidos.


Ouça o áudio da matéria:


Visite

R. XV de Novembro, 591 

Centro 

Ponta Grossa - PR

- Paraná

- Brasil 

Ligue

Fone: (42) 3028-1300

Whats: (42) 99994-1011