• Redação

Setor empresarial é contra novo lockdown em Ponta Grossa

Associações afirmam que nova paralisação pode aprofundar crise econômica.

Entidades empresariais de Ponta Grossa se manifestaram contra um possível lockdown na cidade nesta semana. As associações afirmam que as empresas estão se recuperando de paralisações anteriores.


Conforme nota da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes dos Campos Gerais (Abrasel Campos Gerais), um novo lockdown neste momento pode gerar demissões, falências de empresas e enfraquecer toda a economia local, que já está fragilizada.


A Associação vê a paralisação como uma punição aos bares e restaurantes pelo aumento de casos de Covid-19. Já o Sindicato Empresarial de Hotelaria e Gastronomia dos Campos Gerais também é contra o lockdown e pede punição severa aos estabelecimentos que trabalhem de forma irregular.


A Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) afirma que não foi consultada a respeito do conteúdo de um eventual novo decreto de lockdown.


A instituição ressalta, em nota, que é contra novas medidas que alterem a decisão de manter o comércio funcionando. A nota destaca que os lojistas do município pedem para manterem as portas abertas.


As entidades afirmam entender a gravidade do momento e defendem o respeito às medidas de combate ao coronavírus sem que isso implique em um novo lockdown.


Segundo a Prefeitura, um novo decreto deve ser publicado até a sexta-feira (11), quando encerra as restrições atuais.


Ouça: