• Redação

Venda de pinhão está liberada no Paraná



A colheita, venda, transporte e armazenamento de pinhão estão liberados no Paraná a partir de hoje (1). A recomendação do Instituto Água e Terra (IAT), vinculado à Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, é que a semente seja colhida de pinhas que já caíram no chão, o que significa que o produto está maduro. Além disso, a orientação evita que a pessoa corra o risco de queda ao subir numa araucária.


O pinhão é uma comida típica desta época do ano e só pode ser vendido e consumido entre abril e agosto. As normas e instruções para a venda do produto são estabelecidas por uma portaria com o objetivo de conciliar a geração de renda e proteger a reprodução da araucária, árvore símbolo do Paraná e ameaçada de extinção.


Segundo o IAT, a semente de araucária leva quatro anos para completar o seu amadurecimento. As pinhas maduras desprendem dos galhos geralmente entre os meses de abril a agosto e quando arrebentam esparramam os pinhões.


Foto: Agência Estadual de Notícias


Ouça o boletim:


Visite

R. XV de Novembro, 591 

Centro 

- Ponta Grossa

- Paraná

- Brasil 

Ligue

Fone: (42) 3028-1300

Whats: (42) 99994-1011 

Email

jornalismo@cbnpg.com.br

Contato Comercial

opec@cbnpg.com.br