top of page
  • CBN Ponta Grossa

Câmara arquiva pedido de abertura de processo de cassação do vereador Felipe Passos

O pedido foi rejeitado com 10 votos contrários e sete favoráveis.

Foto: Câmara Municipal de Ponta Grossa

A Câmara Municipal arquivou mais um pedido de cassação do vereador Felipe Passos (PSDB) na sessão desta quarta-feira (16). O parlamentar é réu nas esferas civil e criminal por supostos crimes de "rachadinha" e assédio sexual e moral contra servidores do legislativo.


O pedido foi rejeitado com 10 votos contrários e sete favoráveis. Caso fosse aberta, a Comissão Parlamentar Processante (CPP) analisaria o pedido de cassação por quebra de decoro.


Esse era o terceiro pedido de cassação contra o vereador. Em junho do ano passado, ele foi alvo de dois pedidos. Um feito pelos vereadores Geraldo Stocco (PSB) e Josi do Coletivo (PSOL) e outro pelo ex-prefeito Marcelo Rangel, que na época era presidente do PSDB, partido do parlamentar.


Na ocasião, com noves votos contrários e oito favoráveis, os pedidos também foram arquivados. Após a 1ª Vara Criminal de Ponta Grossa aceitar a denúncia do Ministério Público que tornou o vereador réu na esfera criminal, um novo pedido foi protocolado no Legislativo na última sexta-feira (11).


O pedido de cassação por quebra de decoro foi assinado pelo vereador Geraldo Stocco (PSB). A defesa de Felipe Passos nega as acusações. Para o advogado Fernando Madureira, o vereador é vítima de perseguição política.


Nem o vereador Felipe Passos, nem o denunciante, o vereador Geraldo Stocco participaram da votação. Os suplentes foram convocados para tomar posse na sessão desta quarta-feira.


De acordo com a Câmara Municipal, o suplente de Passos é o atual diretor da Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar), Maurício Silva. Ele não compareceu à sessão. O suplente de Stocco, Marcelo Careca, assumiu a cadeira e votou favorável à abertura do processo.


Veja como votou cada vereador


A favor da abertura do pedido


Marcelo Careca (PSB) - Suplente do vereador Geraldo Stocco

Ede Pimentel (PSB)

Izaias Salustiano (PSB)

Jairton da Farmácia (DEM)

Joce Canto (PSC)

Josi do Coletivo (PSOL)

Julio Kuller (MDB)


Contrários à abertura do pedido


Celso Cieslak (PRTB)

Divo (PSD)

Doutor Zeca (PSL)

Doutor Erick (PSDB)

Filipe Chociai (PV)

Leandro Bianco (Republicanos)

Léo Farmacêutico (PV)

Missionária Adriana (SD)

Pastor Ezequiel (Avante)

Paulo Balansin (PSD)



bottom of page