top of page
  • CBN Ponta Grossa

Casal é preso em PG por vender piscinas e não entregar; Prejuízo pode chegar a R$ 250 mil

Polícia agora tem 10 dias para concluir as investigações.

Foto: Polícia Civil

Um casal de empresários do ramo de piscinas foi preso nessa segunda-feira (06) em Ponta Grossa suspeito da prática de estelionatos. De acordo com a Polícia Civil, o casal vendia piscinas no município e não entregava.


Eles teriam repetido o crime pelo menos 11 vezes. Conforme a Polícia, o casal de 30 e 34 anos assinava os contratos com os clientes, recebia os valores adiantados mas não cumpria os acordos, encerrando as atividades repentinamente e não eram localizados.


O prejuízo total causado às vítimas supera os R$ 250 mil. O casal foi preso preventivamente para garantir a ordem pública e assegurar a aplicação da lei penal.


Na semana passada, a Polícia Civil cumpriu três mandados de busca e apreensão em residências relacionadas aos suspeitos no Bairro Contorno. Depois da prisão, o casal foi interrogado com a presença de advogado e encaminhados à Cadeia Publica Hildebrando de Souza.


Segundo a Polícia, eles alegaram que teriam deixado a cidade após receberem ameaças. A Polícia agora tem 10 dias para concluir as investigações. O casal pode ser indiciado pela prática dos crimes de estelionato, com penas máximas previstas de cinco anos de reclusão, por mais de 11 vezes, em continuidade delitiva.


A Polícia Civil orienta a eventuais outras vítimas que tenham sido lesadas e ainda não fizeram o registro do boletim de ocorrência, que procurem a 13ª Subdivisão Policial.



Comments


bottom of page