top of page
  • CBN Ponta Grossa

Consulta pública para terceirização de três colégios estaduais de Ponta Grossa termina nesta quarta

Comunidades vão definir se aceitam administração de empresas privadas.

Foto: Google Maps

Três escolas estaduais de Ponta Grossa definem nesta quarta-feira (07) se aceitam a inclusão em um projeto piloto que terceiriza a administração das unidades. Um edital publicado em outubro pretende selecionar empresas para auxiliar na gestão educacional de 27 escolas do Paraná a partir de 2023.


O projeto ‘Parceiro da Escola’ é uma medida da Secretaria Estadual de Educação (Seed) e escolheu escolas com baixo aproveitamento no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).


Em Ponta Grossa, foram selecionados o Colégio Estadual Nossa Senhora da Glória, no Rio Pitangui, Colégio Estadual General Osório, em Uvaranas e Escola Estadual Francisco Pires Machado, no Cará Cará.


De acordo com o edital, as empresas vão ser responsáveis por questões como infraestrutura, merenda, uniforme, contratação de funcionários e demais processos administrativos. Os servidores concursados não vão ser afetados.


O projeto gerou reações negativas de setores ligados à educação. Em nota, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná (APP-Sindicato) classificou a decisão como "terceirização completa da educação para a iniciativa privada".


Em todo o estado, foram selecionadas 27 escolas, em Curitiba, Região Metropolitana, Londrina e Ponta Grossa.


A consulta pública foi aberta na segunda-feira (05) e vai terminar nesta quarta-feira (07) às 21h. Para que a consulta tenha validade, será necessária a participação da maioria absoluta dos integrantes da comunidade escolar.


O projeto será aprovado caso haja aceitação da maioria simples. Caso não haja aprovação da comunidade escolar, a instituição de ensino não será credenciada para o projeto.


A votação ocorre presencialmente, nas próprias escolas, das 7h30 às 21h. Além da consulta presencial, por meio do preenchimento de cédulas, também existe a possibilidade de participação on-line. Nesse caso, os pais ou responsáveis receberam um link e token de acesso via e-mail ou SMS.


Podem participar da consulta os professores da instituição de ensino, funcionários, responsáveis perante a escola por alunos menores de 18 anos e estudantes com no mínimo 18 anos completos até a data da consulta.


Ouça:



bottom of page