• Ricardo Silveira

Em noite para esquecer, Operário é eliminado da Copa do Brasil

Fantasma deixa a competição nacional ainda na primeira fase

Foto: Divulgação OFEC

Falhas no setor defensivo, falta de criação e pênalti desperdiçado. Uma noite para esquecer do torcedor do Operário Ferroviário. O Fantasma foi eliminado na primeira fase da Copa do Brasil, sendo derrotado nesta quarta-feira, 2, por 2 a 1 pelo Real Noroeste, no Estádio José Olímpio da Rocha, em Águia Branca, no Espírito Santo.


O jogo


Os donos da casa abriram o placar logo aos cinco minutos de jogo. O goleiro lançou a bola no ataque, indecisão da zaga do Operário, o goleiro Simão ficou no meio do campo sendo ainda driblado pelo atacante Icaro.


Pouco depois aos 12 minutos, Marcelo Oliveira fez o passe e Paulo Sérgio deixou tudo igual no Espírito Santo. Parecia a reação do Fantasma: parecia apenas.


Aos 43 minutos, bola levantada na área e o Real Noroeste fez o segundo com Alex Pixote, que aproveitou falha de Simão.


Para o segundo tempo, o técnico Ricardo Catalá promoveu alterações no Fantasma, porém, o que deveria dar melhor desempenho, deixou a equipe previsível, facilitando para o setor defensivo adversário.


Aos 12 minutos, a grande chance do Operário em cobrança de pênalti após toque de mão do zagueiro adversário. Porém, Paulo Sérgio chutou para fora.


A partir daí, o Real Noroeste se segurou como pode e contou com a completa falta de inspiração e organização do Fantasma para fazer história.


Se por um lado festa do jovem time capixaba que além da classificação garantiu uma premiação de R$ 750 mil, do outro a frustração com a eliminação e pressão para a reta final do Campeonato Paranaense.


O que vem por aí...


O Operário volta a campo no próximo domingo, 6, para enfrentar o Azuriz, a partir das 16 horas no estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa, na última rodada do Campeonato Paranaense.


O jogo terá transmissão ao vivo da CBN Ponta Grossa 98.1 FM, a partir das 15 horas.


FICHA TÉCNICA


COPA DO BRASIL

REAL NOROESTE 2 X 1 OPERÁRIO

Local: José Olímpio da Rocha, Águia Branca Á

Árbitro: Rodrigo José de Lima (CBF-PE)

Assistentes: Bruno Cesar Chaves Vieira (CBF-PE) e Victor Matheus de Lavor Paes Barreto (CBF-PE)

Gols: Ícaro (5' 1ºT), Paulo Sérgio (12' 1ºT) e Alex Pixote (43' 1ºT)

Cartões amarelos: Rogerinho, José Vitor, Waschington, Marquinho, Pedro Botelho e Ícaro (RNE); Romário, Rodrigo Pimpão e Felipe Garcia (OPE)

Cartão vermelho: José Vitor (RNE); Rodrigo Pimpão (OPE)


REAL NOROESTE: Waldson, Gabriel Santos, José Vitor, Pedro Botelho e Patrick Santos (Hildo); Ítalo, Ícaro, Marquinho (Cantillo) e Alex Pixote (Igor Santos); Rogerinho (Secão) e Toni Galego (Waschington). Técnico: Duzinho.


OPERÁRIO: Simão, Arnaldo, Thales (Willian Machado), Reniê e Romário (Fabiano); Leandro Vilela (Schumacher), Marcelo, Giovanni Pavani (Reina) e Thomaz (Rodrigo Pimpão); Felipe Garcia e Paulo Sérgio. Técnico: Ricardo Catalá.