• Redação

Empresas de gastronomia de PG têm queda de até 80% no faturamento com medidas restritivas

Após retomada, Sindicato que representa a categoria busca novas liberações.


Após mais de um mês com atividades restritas devido as medidas de isolamento, o setor de alimentação de Ponta Grossa voltou nesta semana a receber clientes. A estimativa do Sindicato Empresarial de Hotelaria e Gastronomia dos Campos Gerais (SEHG) é que o atendimento apenas no sistema delivery tenha impactado em cerca de 80% do faturamento das empresas de gastronomia.


Para Daniel Wagner, presidente do Sindicato, mesmo com a flexibilização nessa semana a recuperação do setor será lenta.


Ouça abaixo


A categoria agora está em tratativa para a liberação da venda de bebidas alcoólicas e abertura dos atrativos turísticos junto a Prefeitura Municipal.


Ouça abaixo


Daniel ainda pontua que o setor de gastronomia não é responsável pela disseminação da Covid-19.


Ouça abaixo


Conforme o decreto municipal em vigor, restaurantes, bares e lanchonetes podem funcionar das 10h às 22h, com 50% da capacidade de clientes.


Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontam que o setor de serviços, onde restaurantes e bares se enquadram, teve queda de 7,8% em 2020.


Imagem: SEHG