top of page
  • CBN Ponta Grossa

Ponta Grossa volta a disputar a Escola de Sargentos das Armas


O deputado federal Sandro Alex entregou nesta quarta (22), em Brasília, documento assinado pela prefeita Elizabeth Schmidt, que reitera o compromisso para receber a ESA


Departamento de Engenharia e Construção (DEC) do Exército: 'Ao braço firme, avante remar'. Ponta Grossa e o Paraná estão no mesmo propósito", finaliza Sandro Alex.


A ESA está instalada há mais de 70 anos na cidade de Três Corações, nas Minas Gerais, e aguarda a definiçPonta Grossa está novamente na disputa pela Escola de Sargento das Armas (ESA). O deputado federal Sandro Alex (PSD) esteve reunido em Brasília, nesta quarta-feira (22), com o Alto Comando do Exército Brasileiro, para entregar um documento assinado pela prefeita Elizabeth Schmidt (PSD), que reitera o compromisso da cidade e do Estado do Paraná para receber a instalação da ESA.


A pedido do Comandante do Exército Brasileiro, General Tomás Miguel Miné Ribeiro Paiva, foi colocada toda a equipe de engenharia do Exército para atendimento ao deputado no encontro. Sandro Alex foi recebido pelo General Anisio David de Oliveira Junior, do Departamento de Engenharia e Construção (DEC) do Exército, responsável pelo projeto de construção da nova ESA.



Histórico


Ponta Grossa disputava a indicação para sediar a ESA com outras duas cidades: Santa Maria (RS) e Recife (PE), que acabou sendo escolhida, em outubro de 2021, depois de anúncio feito pelo então presidente Jair Bolsonaro.


Porém, segundo Sandro Alex, o Exército informou que a área oferecida para a construção tem pendências jurídicas e até o momento, passados dois anos do anúncio oficial, há uma indefinição sobre a concretização das obras.


"Diante deste cenário, Ponta Grossa, respeitosamente, vem até o Alto Comando do Exército, para reiterar todos os compromissos firmados para a disponibilização da área a ser destinada à escola, bem como a infraestrutura, a logística e todas as condições necessárias para a instalação", declara Sandro Alex.



Compromisso mantido


Desta forma, Ponta Grossa mantém todo o compromisso assumido com o Exército durante a disputa. "O Exército agradeceu e informou que até o presente momento não está aberta essa discussão, mas confirmou que existe uma dificuldade com a área em Recife, e que ainda está sendo discutida, por não estar apta. Segundo o General, para o Exército é bom ter um plano B e, assim, seguimos bravamente nesta luta", destaca o deputado.


Conforme Sandro Alex, os técnicos do DEC receberam o documento encaminhado pela prefeita e também os estudos feitos pelo Governo do Paraná para, havendo a possibilidade de uma nova discussão, ter novamente o Estado do Paraná na disputa.


O deputado ponta-grossense disse ainda que, tanto o governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior (PSD), quanto a prefeita de Ponta Grossa, Elizabeth Schmidt, estão à disposição para novo contato com o Alto Comando do Exército, no sentido de reafirmar a importância que o Estado e Município dão para a instalação da ESA.


"Sabemos que Recife foi escolhida, mas até o presente momento há um impedimento e Ponta Grossa segue firme com total capacidade de receber a Escola. Como diz o lema doão de um local para receber a nova sede desde fevereiro de 2021, quando o Exército anunciou a decisão pela mudança.


Entre as contrapartidas oferecidas por Ponta Grossa para receber a ESA, está uma ampla área na região do Distrito de Itaiacoca, com cerca de 4,5 mil hectares, além de construções de obras de infraestrutura viária.


Foto: Divulgação

Das Assessorias



Comments


bottom of page