top of page
  • CBN Ponta Grossa

Aumento do limite da renda mínima para ingresso no Mercado da Família é sancionado em PG

Com a sanção, população com renda de até cinco salários mínimos está permitida de integrar o programa.

Foto: Prefeitura de Ponta Grossa

O aumento do limite da renda mínima para o cadastro da população no Mercado da Família foi sancionado na última terça-feira (28) em Ponta Grossa. As famílias com renda de até cinco salários mínimos estão permitidas de integrar o programa.


Até então, só podiam participar as famílias com renda salarial de até 2,5 salários mínimos. Atualmente, um salário mínimo é de R$ 1.212 no Brasil. O projeto de lei que aumento o limite foi enviado à Câmara Municipal pela prefeitura com o objetivo de possibilitar a abrangência do acesso de compra e assegurar a segurança alimentar constantes no Mercado da Família.


A administração Municipal justifica que nunca houve alteração financeira desde o início do programa em 2007. No entanto, os produtos da cesta básica tiveram aumento nesse período. Segundo a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o atual cenário econômico afetou o volume de compras da população que já participa do programa e impactou diretamente o público-alvo.


O programa passa a aceitar famílias com renda de até cinco salários mínimos para a compra de produtos da cesta básica, higiene, limpeza e gêneros de uso domiciliar. Além de aposentados ou pensionistas e famílias com dependentes portadores de necessidades especiais com até cinco salários e empregados públicos municipais.


Para participar do Mercado da Família é necessário ir em uma das unidades e levar documentos de todos os integrantes da família, como RG, CPF, comprovante de residência e comprovante de renda ou declaração de trabalho autônomo autenticada.


As unidades do Mercado da Família ficam no Centro, Parque Nossa Senhora das Graças e Santa Paula. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira das 9h às 18h.

Comments


bottom of page