• Redação

Construção da maltaria em Ponta Grossa vai refletir na cadeia nacional de produção da cevada

Paraná já é o maior produtor de cavada do Brasil.

A construção da fábrica de malte em Ponta Grossa deve refletir em toda a cadeia de produção do Brasil. Conforme o governo Estadual, a área total destinada para o plantio da cevada, que é um dos principais insumos para a produção do malte, pode chegar a 100 mil hectares.


O espaço é equivalente a quase toda a área de cevada cultivada atualmente no Brasil, que chegou a 103,4 mil hectares em 2020. Segundo o diretor-presidente da Frísia, uma das cooperativas que integram o projeto, Renato Greidanus, a construção da maltaria vai refletir no desenvolvimento da região.


Ouça abaixo


O Paraná é o principal produtor da cevada no Brasil, responsável por 72,4% de toda a produção nacional em 2020, volume que alcança 272 mil toneladas.


No entanto, de acordo com o Departamento de Economia Rural (Deral), o Brasil ainda é dependente da cevada produzida em outros países, principalmente pela Argentina.


Em 2019, o País importou 671 mil toneladas do grão. O aumento da produção no Paraná pode favorecer o Estado, como afirma o governador Ratinho Junior.


Ouça abaixo


Ao todo, seis cooperativas integram o projeto da nova maltaria em Ponta Grossa, com investimento previsto de R$ 3 bilhões.


Ouça: