top of page
  • CBN Ponta Grossa

Motorista de Camaro que atropelou idoso em Carambeí disse que não estava acima da velocidade

Polícia Civil investiga o caso e aguarda a perícia para atestar a velocidade do carro na rodovia. Motorista prestou depoimento em Castro na segunda-feira.

Foto: Polícia Rodoviária Estadual

O motorista do Camaro que atropelou o vendedor de pinhão na PR-151, em Carambeí, prestou depoimento à Polícia Civil nessa segunda-feira (24). Ele se apresentou três dias após o acidente que matou o idoso de 79 anos.


Conforme o delegado Marcondes Ribeiro, o condutor disse que não tinha ingerido bebida alcoólica e trafegava em velocidade compatível com a via. O advogado do motorista, Marinaldo Rattes, disse à CBN que a defesa trabalha com a tese de homicídio culposo, quando não há intenção de matar.


O idoso de 79 anos morreu depois de ser atingido pelo carro às margens da rodovia na última sexta-feira (21). O motorista fugiu, mas o passageiro, de 25 anos, permaneceu no local após o acidente. Conforme a Polícia, o jovem estava visivelmente embriagado e informou que não viu a batida porque estava dormindo.


Jordan Fernando Moreira, de 27 anos, se apresentou à Polícia Civil em Castro para prestar depoimento nessa segunda-feira (24), três dias depois do acidente. O motorista foi liberado por estar fora do período do flagrante.


De acordo com o advogado, antes do acidente o condutor passou por uma operação da Polícia Militar com o uso do radar. Segundo a defesa, ele perdeu o controle do veículo após frear durante uma ultrapassagem.


A Polícia Civil investiga o caso e aguarda a perícia para atestar a velocidade do carro na rodovia, assim como a análise de câmeras de segurança de postos de combustíveis e estabelecimentos que ele passou antes do acidente.


Conforme as investigações, o motorista do Camaro tem uma condenação por dirigir bêbado e se envolver em acidente de trânsito em 2018. Em abril deste ano, ele foi flagrado alcoolizado ao volante em Ponta Grossa.


Ouça:




Comments


bottom of page