top of page
  • CBN Ponta Grossa

Multas por desmatamento crescem 13,5% no PR no primeiro semestre

O Governo do Paraná, por meio do Instituto Água e Terra (IAT), aplicou mais de R$ 63 milhões em multas por desmatamento ilegal no primeiro semestre de 2024, um aumento de 13,5% em relação ao mesmo período do ano anterior. A maioria das infrações foi registrada na Mata Atlântica. Os recursos das multas são destinados ao Fundo Estadual do Meio Ambiente para financiar projetos de preservação ambiental.


Paraná aumentou o número de multas por desmatamento ilegal Foto: IAT-PR

Nos primeiros seis meses do ano, foram emitidos 2.715 Autos de Infração Ambiental por desmatamento, um aumento de 27% em comparação a 2023. O número total de multas ambientais subiu 20,5%, alcançando 4.815. 


Álvaro Cesar de Goes, gerente de Monitoramento e Fiscalização do IAT, destacou o rigor na fiscalização como um dos principais fatores para a redução dos crimes ambientais no estado.


A fiscalização intensa permitiu ao Paraná reduzir em 70,7% a supressão ilegal da Mata Atlântica no ano passado, com a área desmatada passando de 4.035 hectares em 2022 para 1.180 hectares em 2023, segundo dados da Plataforma MapBiomas. 


O estado também registrou um aumento na cobertura florestal natural, que passou de 54.856 km² em 2017 para 55.061 km² em 2022, equivalente a mais de 20 mil campos de futebol.


O Paraná foi o único estado do Sul do Brasil a registrar crescimento na cobertura florestal natural, enquanto Santa Catarina e Rio Grande do Sul apresentaram reduções no mesmo período. Denúncias de crimes ambientais podem ser feitas pelo Disque-Denúncia 181 ou na Ouvidoria do IAT, pelo Fale Conosco ou nos escritórios regionais.


Por Vitória Testa, com supervisão de Emmanuel Fornazari


*Texto escrito a partir de informações da Agência Estadual de Notícias


Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page