top of page
  • CBN Ponta Grossa

Ponta Grossa teve maior PIB per capita entre as grandes cidades do Paraná em 2020

Município saltou cinco posições no ranking nacional entre 2019 e 2020 e está entre os 100 maiores do Brasil.

Ponta Grossa registra o maior PIB per capita entre as maiores cidades do Paraná, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O município saltou cinco posições no ranking nacional entre 2019 e 2020 e está entre os 100 maiores do Brasil.


O cálculo do PIB per capita utiliza a população residente estimada por município em 2020. A estimativa do IBGE é de que a população de Ponta Grossa era de 355.336 pessoas. Já o Produto Interno Bruto (PIB) fechou 2020 em R$ 17.274.713, o quarto melhor resultado do estado.


O PIB per capita de Ponta Grossa é de 48,61, Maringá soma taxa de 46,50, Curitiba 45,31, Cascavel 42,59 e Londrina 37,7. O Produto Interno Bruto dos Municípios de 2020 foi divulgado na sexta-feira (16) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


Em todo o Brasil, Ponta Grossa está na posição de número 62, Londrina subiu uma e aparece na 47ª e Foz do Iguaçu saltou sete e aparece em 59º lugar no ranking nacional. Curitiba perdeu uma posição e está na sexta colocação entre as mais ricas e desenvolvidas do país.


Segundo o IBGE, o Paraná tem nove municípios entre os 100 mais ricos do Brasil. O relatório do Instituto destacou os municípios de Paranaguá, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Cascavel e Ponta Grossa como as cidades de médio porte que mais ganharam participação, ao lado de Parauapebas (PA), Manaus (AM), Saquarema (RJ), Itajaí (SC), Sorriso (MT), Jundiaí (SP) e Cuiabá (MT).


O destaque indica o dinamismo da economia local, com polos industriais, turísticos, de comércio internacional e agropecuários. Conforme o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), os resultados dos municípios do Interior do Estado estão diretamente relacionados à pujança do setor agropecuário.


O ano de 2020 foi marcado pela chegada da pandemia e o agro ajudou a economia paranaense a enfrentar as dificuldades, principalmente em função da safra de soja.


Cerca de 66% do PIB do estado são resultados dos municípios do interior, o maior percentual de participação das localidades de fora da Região Metropolitana de Curitiba (RMC) na economia desde o início da série histórica realizada pelo IBGE e pelo Ipardes.


No início da década passada, os dez maiores municípios do Paraná respondiam por 56,8% do PIB. Em 2018, o índice era de 50,9% e, no mais recente levantamento, de 49,3%.

Comentários


bottom of page