top of page
  • CBN Ponta Grossa

ACIPG critica criação de cargos comissionados na Câmara de Ponta Grossa

Associação publicou nota em que critica "aumento desenfreado do tamanho da maquina pública".

A Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) criticou as leis aprovadas na Câmara Municipal nessa quarta-feira (25) de reajuste salarial dos vereadores e criação de novos cargos comissionados do Legislativo.


Em nota assinada pela presidente Giorgia Bin Bochenek, diretores e associados, a entidade afirma que é contrária a esse tipo de gastos do dinheiro público que gera um "aumento desenfreado do tamanho da maquina pública sob justificativas questionáveis".


Os vereadores aprovaram, nessa quarta-feira, uma série de projetos em sessões extraordinárias. Entre eles a criação de 15 novos cargos comissionados na Câmara que vai aumentar o orçamento em R$ 832 mil por ano, o aumento do vale-alimentação dos servidores do Legislativo para R$ 700 e o reajuste dos salários dos parlamentares.


Na nota, a ACIPG destaca que desaprova medidas que onerem "ainda mais os cofres públicos, que já sofrem com um elevado índice de gastos". Conforme a nota, as despesas poderiam ser destinadas para medidas que "tragam de fato melhores condições para a população e benefícios para todo o município".


A Associação defende, em nota, uma gestão eficiente dos gastos do Poder Público e afirmou que questionou os representantes do Legislativo a respeito dos novos gastos. A entidade finaliza a nota dizendo que "os impostos, que já são muitos, devem ser aplicados de forma justa, eficiente e transparente".




Comentários


bottom of page