• Redação

Asilos de Ponta Grossa registram 11 mortes por Covid-19; Prefeitura confirma surto

Atualizado: Set 23

São 85 casos confirmados em duas Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) no município

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) confirmou surto de coronavírus em asilos de Ponta Grossa. São 85 casos e 11 mortes confirmadas em duas Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) no município.


Conforme a Fundação, 56 idosos e 26 profissionais foram infectados. A Secretaria de Saúde do Paraná (Sesa) considera surto pelo menos três registros da doença no mesmo ambiente em um período de 14 dias entre os casos.


A Prefeitura de Ponta Grossa afirma que equipes monitoram os locais e que a Atenção Primária está dando apoio às Instituições. Além disso, ressaltou que se as medidas de contenção não forem seguidas pode ocorrer notificação ao Ministério Público.


Segundo a Secretaria Estadual, as ações adotadas pelo poder público são para minimizar os impactos causados pela doença nos asilos. Entre as medidas de prevenção de novos casos estão o isolamento dos idosos e o afastamento dos trabalhadores.


Desde o início da pandemia, a Secretaria já testou 10 mil moradores de asilos e 6 mil trabalhadores no Paraná.


Notas

Fundação Municipal de Saúde de Ponta Grossa

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) ressalta que têm equipes realizando monitoramento, e a Atenção Primária está dando apoio as Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs). O município fez a fiscalização, orientações e alertou dos riscos se as medidas não forem devidamente seguidas, podendo, inclusive, ocorrer notificação junto ao Ministério Público. A FMS ressalta que o papel do município está sendo desenvolvido de forma criteriosa.


Secretaria de Saúde do Paraná

A Secretaria de Estado da Saúde confirma a existência dos surtos nas Instituições de Longa Permanência para Idosos – ILPI no município de Ponta Grossa.


As ações adotadas pelas equipes de vigilância e atenção municipais e estaduais são para minimizar os impactos causados pela COVID-19 nas ILPI, principalmente, com a execução das medidas de prevenção de novos casos, isolamento dos idosos, afastamento dos trabalhadores, manejo clínico, acionamento dos outros pontos da rede de atenção a saúde (hospitais e serviços de urgência e emergência). Além de orientações para os gestores, trabalhadores e residentes.


Salientamos que grande parte destes surtos foram identificados no rastreamento realizado no Estado em todas as ILPI públicas, privadas ou filantrópicas, proposto pela Nota Orientativa 41/2020 denominada “Medidas de Prevenção, Controle e Testagem para COVID-19 nas ILPI” com o objetivo de identificar a circulação do vírus nas instituições precocemente e adotar medidas restritivas necessárias para interromper a cadeia de transmissão local para o SARS-CoV-2. Os insumos foram disponibilizados pelo Estado e executado pelo Municípios.


O Estado possui um grupo de monitoramento dos surtos, o qual realiza ações junto às Regionais de Saúde e municípios quando necessário.


A Sesa já testou PCR 10 mil residentes e 6 mil trabalhadores de ILPI no Paraná.


Ouça o áudio da matéria:


Visite

R. XV de Novembro, 591 

Centro 

Ponta Grossa - PR

- Paraná

- Brasil 

Ligue

Fone: (42) 3028-1300

Whats: (42) 99994-1011