• Thailan Jaros

Com problemas na estrutura, Hospital Municipal deve ser fechado para reformas em PG

Processo de transferência de pacientes para outras unidades hospitalares do município deve ser concluído em dois meses.

Foto: Prefeitura de Ponta Grossa

Com problemas estruturais, o Hospital Municipal Doutor Amadeu Puppi deve ser fechado para reformas, conforme a Fundação Municipal de Saúde. O processo de transferência de pacientes para outras unidades hospitalares do município deve ser concluído em dois meses.


No início do mês, a prefeitura decidiu interditar o centro cirúrgico do Hospital e não há uma previsão de quando as cirurgias serão retomadas. O estado tem dois meses para realocar os pacientes para outras unidades conveniadas.


A prefeitura enviou um Ofício para a Secretaria Estadual de Saúde sobre a necessidade de reformas no Hospital Municipal. Segundo a Fundação, a unidade passa por problemas estruturais, principalmente no telhado.


Depois desse período as equipes de engenharia devem avaliar a estrutura para determinar que tipo de reforma será feita. Com a transferência de todos os pacientes, as atividades do Hospital serão suspensas.


Uma auditoria da Vigilância Sanitária constatou os problemas estruturais da unidade. A Fundação Municipal de Saúde encaminhou um projeto de reforma para o estado, solicitando recursos e ajuda. Segundo a Fundação, a reforma não é barata.


A avaliação da prefeitura é de que existe um problema crônico, já que o Hospital Municipal nunca passou por reformas completas desde a inauguração, há cerca de 45 anos. O fechamento é necessário porque a obra será feita também na parte elétrica e hidráulica da estrutura.


De acordo com a Fundação, é impossível continuar o atendimento hospitalar com as reformas. Com o fechamento do Hospital, os servidores da saúde serão realocados para serviços dentro do município.