• Redação

Decreto proíbe velórios de casos suspeitos ou confirmados para a Covid-19 em Ponta Grossa

Atualizado: Ago 13

Caixão deve ser lacrado e a família terá um tempo de 20 minutos para se despedir no local do enterro, desde que seja ao ar livre

Capela São José de Ponta Grossa / Imagem: Reprodução Google Maps

Os velórios de casos suspeitos ou confirmados para a Covid-19 estão proibidos em Ponta Grossa. O decreto, assinado nesta quarta-feira (12), também determina o prazo de um dia após a morte para o enterro ou cremação. Além disso, o caixão deve ser lacrado e a família terá um tempo de 20 minutos para se despedir no local do enterro, desde que seja ao ar livre. A cerimônia pode ter no máximo 10 pessoas. No mês passado, um homem que testou positivo para o novo coronavírus foi velado com caixão aberto no município. Até então, havia uma recomendação de que pacientes com a doença fossem encaminhados diretamente para o enterro. Para as mortes que não sejam pelo coronavírus, o decreto proibiu os velórios em casas e igrejas. O tempo máximo de duração é de oito horas e os presentes não podem passar de dez pessoas. As janelas e portas das capelas devem estar abertas e idosos e crianças não podem comparecer. Segundo o texto, as funerárias devem seguir todos os protocolos de saúde. A Guarda Municipal é responsável pela fiscalização das novas medidas. Conforme a Prefeitura, as mortes consideradas suspeitas para o coronavírus são de pacientes internados na ala Covid dos hospitais públicos e privados ou que aguardam resultado do exame para a doença.


Confira o decreto completo aqui.


Ouça o áudio da notícia:


Visite

R. XV de Novembro, 591 

Centro 

- Ponta Grossa

- Paraná

- Brasil 

Ligue

Fone: (42) 3028-1300

Whats: (42) 99994-1011 

Email

jornalismo@cbnpg.com.br

Contato Comercial

opec@cbnpg.com.br